Protótipo e-Bulli uma “Kombi” elétrica e com ipad!!!

0
1022

A VW trouxe para a Rio +20 o seu Protótipo de carro elétrico o e-Bulli.
Bulli é o nome da nossa Kombi na Alemanha, e a Kombi, se eu não estiver enganado é um dos carros mais velhos ainda fabricados no mundo, pelo menos aqui no Brasil Kombi é tipo fusca, em cada esquina praticamente tem uma hahahaha.
Mas a VW deu um belo tapa na Kombi, deixando ela com um ar moderno, bem distante dos modelos que a gente conhece.

O Motor eletrico faz 300KM e tem uma velocidade maxima de 140km (lembre-se é uma KOMBI, mesmo com esse belo visual é uma Kombi)

A edição elétrica do Bulli tem 3,99 metros de comprimento, 1,75 metro de largura e 1,70 metro de altura. O T1 era um tanto mais comprido e mais alto, porém mais estreito. Com uma distância entre os eixos de 2,62 metros, o e-Bulli utiliza muito bem o seu comprimento geral. Também impressionantes são as larguras de via relativamente amplas do e-Bulli (1,50 m na frente e atrás) com relação à largura da carroçaria.
Parte frontal: Como a versão Samba lançada antes dele, o e-Bulli foi apresentado mundialmente em 2011 no Salão de em Genebra e também possui pintura em dois tons – nesse caso branco e vermelho. O “V” sobre o capô é mantido na cor branca. O capô de fato abriga o motor: em vez de tração nas rodas traseiras com um motor boxer, como na Kombi, o e-Bulli possui um motor elétrico localizado na frente do eixo frontal e tração nas rodas dianteiras. Eis aqui um compacto mecanismo de acionamento cujos principais componentes são um motor elétrico, um inversor de frequência de alta tensão e um conversor para o sistema elétrico de 12 volts.

Como o design da carroceria, o interior também é marcado por um nível de claridade cuja aplicação consistente só pode ser encontrada em um Volkswagen. O compartimento dos passageiros – imerso em luz durante o dia graças ao seu teto solar panorâmico – também traz algumas surpresas.
Um realce prático: como o T1 no passado, graças ao seu piso nivelado o e-Bulli também é equipado com uma única fileira de bancos na frente. A van também oferece espaço para três pessoas na parte de trás.
“Infotainment”: um iPad removível no console central serve de tela sensível ao toque multifuncional. Juntamente com as aplicações para iPad baseadas na Internet e a central multimídia, o tablet também cuida do controle de funções tais como telefone com Bluetooth e sistema de navegação. Integrados exatamente na base do iPad há controles para o ar-condicionado e o interruptor de luzes intermitentes localizado na parte central.

Ele não possui conta giros, já que é eletrico e tambem não possui marchas, apenas para frente e ré.

Bom eu achei muito bonito, mas não curto muito esses motores elétricos, é muito bla bla bla  e pouca autonomia real.

Já pude andar com um desses em um evento em SP, apesar de serem lindos o maior problema é que no Brasil essa realidade ainda está muito, mas muito longe de ser conseguida, pois para se ter carros eletricos, precisamos ter primeiro energia suficiente para que possa abastatecer esses carros, segundo que teremos que ter postos praticamente na mesma quantidade do que temos hoje para o combustível atual, afinal, não da pra ficar indo longe para abastecer, isso precisa ser pratico e o mais importante, que o preço abaixe e seja acessivel para a população, pois de nada adianta fazer um carro eletrico e esse carro só puder ser comprado por meia duzia de pessoas, pois o valor desse carro é impraticavel para 99% da população do planeta, e ai meus amigos de pouco adianta um carro eletrico, se a grande massa continua com seus carros, poluindo como sempre.

Abraços a todos.