Tata Nano, o carro mais barato do mundo

0
9226

Você já pensou em pagar R$ 5,750,00 por um carro ZERO? Bem, eu sinceramente não lembro de carros que custassem tão pouco no Brasil, mesmo o Corsa, quando foi lançado como carro mais barato do mercado nos anos 1990, custava alguma coisa entre 9 e 10 mil reais Dólares. Pois este é o preço oficial, para o consumidor final, do Tata Nano, o carro mais barato do mundo. Para que fique claro, este preço é o final mesmo, depois de acrescido impostos e frete para o consumidor final (dentro da Índia, claro).

O carrinho, que só é fabricado nas cores prata, vermelho e amarelo, tem 3,1 metros de comprimento e 1,5 metros de largura, usa um motor dois cilindros com 0,62l e 33cvs de potência, que junto com o câmbio de quatro marchas pode levá-lo à velocidade máxima de 120Km/h, apesar de seu projeto ser otimizado para uso às velocidade inferiores à 70km/h, mais compatível com as estradas e trânsito indiano. O outro ponto forte do carro, além do preço, é a economia de combustível, ele é capaz de fazer 20km com um litro de gasolina!

Há de se convir que neste nível de preço não se deva esperar nada mais que um veículo altamente espartano, e de fato ele não apresenta nenhum item além do absolutamente necessário. Fala-se que no futuro serão oferecidos opcionais como rádio, vidros e travas elétricas, porta-copos, farol de neblina e até mesmo um aerofólio traseiro. O fabricante oferece garantia de 18 meses ou 24.000 quilômetros.

Para garantir a ponta de consumo (demanda) e conseqüentemente a escala de produção essencial ao preço do carro, a Índia, campeã na oferta de microcrédito a populações de baixa renda, já garantiu através de bancos estatais financiamentos com parcelas muito baixas para sua compra, comprometendo pouco mais de R$ 130,00 por mês qualquer indiano poderá comprar um dos carrinhos. Bem, quase qualquer indiano, a demanda está tão forte que as primeiras 100.000 unidades terão o direito de compra sorteado entre um número não declarado de interessados.

Já aqui em Terra Brazillis, faz tempo que a indústria afirma ser incapaz de concorrer em custo com o Nano. Aliás, o carro mais barato no mercado atualmente é o chinês Effa M100, que é 46 centímetros mais longo que o Nano, vem com ar-condicionado, tem motor 1.0l de 47cvs, e custa R$ 19.980,00 em sua versão mais barata (preço atual, com IPI reduzido), O Danilo deu um pulo em uma das lojas da marca para conhecer o carro, e ficou impressionado, primeiro com sua aparente fragilidade, e depois com os dois anos de garantia de fábrica que são ofertados pela Effa, bem com o espaço interno, que é de fato adequado para quatro pessoas em percursos pequenos.

Com informações do Autoblog e Telegraph.