São carros, mas podem chamar de esculturas sobre rodas

0
2052

Nesta terceira e última parte em que falo a respeito da interseção do mundo dos carros com o mundo das artes, vou falar de carros que são verdadeiras esculturas sobre rodas. Neste caso não estamos nos referindo a simples ou sofisticadas pinturas ou muito menos modificações caseiras, mas sim de carros em que as modificações foram cuidadosamente projetadas e executadas.

Os carros que seguem foram feitos pela Andy Saunders Customs, uma empresa inglesa, e vão ser postos à leilão na RM Auctions.

Vamos lá…

Acho que em pouquíssimos carros se encontra tanto distânciamento entre a forma que se escreve e se pronuncia o nome como no caso do Citröen 2CV6, onde temos a linda pronúncia “deux chevaux” (‘dois cavalos’). Este em particular, um modelo 1938 foi completamente reconstruído em homenagem a Pablo Picasso, mas está meio na cara, não está?

Este Fiat 126 1989, rebatizado pela Andy Saunders de Flatout, mostra que mesmo trabalhando rápido o transformador consegue fazer proezas, o projeto foi executado em apenas 3 DIAS! O carro foi rebaixado a uma altura inferior a 56 centímetros, tornando-se o carro “legal” mais baixo do mundo, já que pode circular nas ruas inglesas.

O protótipo Ford de 1958 modelo X-2000 nunca saiu de verdade do papel pelas mãos da empresa americana. Até que já no século XXI foi materializado pelas mãos da Andy Saunders. Para isso foi usado um chassi Mercury 1960 como base para uma carroceria moldada em aço.

Você não estava esperando carros normais, não é?