Os veículos de combate do exército brasileiro

0
5986

Há tempos não se fala tanto no Exército Brasileiro quanto nas últimas semanas principalmente depois do trágico terremoto que praticamente destruiu o Haiti.

Com um efetivo de 287.000 soldados na ativa e outros 1.115.000 na reserva, é nosso exército é dividido em 7 comandos militares e 12 regiões militares:

  1. Comando militar do leste – com base no Rio de Janeiro (1ª e 4ª Regiões Militares)
  2. Comando militar do sudeste – com base em São Paulo (2ª Região Militar)
  3. Comando militar do sul – com base em Porto Alegre (3ª e 5ª Regiões Militares)
  4. Comando militar do nordeste – com base em Recife (6ª, 7ª e 10ª Regiões Militares)
  5. Comando militar do oeste – com base em Campo Grande (9ª Região Militar)
  6. Comando militar do planalto – com base em Brasília (11ª Região Militar)
  7. Comando militar do norte – com base em Manaus ( 12ª Região Militar)

A última guerra em que o Brasil participou foi da 2ª Guerra Mundial quando os soldados da FEB foram enviados para a Itália. Desde então, o Brasil tem tomado parte em diversas forças de paz da ONU em lugares como Egito, Angola, Timor Leste e, hoje em dia, o Haiti.

Entre alguns dos carros de combate usados pelo Exército estão:

O Cascavel

EE-9 Cascavél

Veículo blindado de reconhecimento, possui uma tripulação de 3 pessoas (comandante, atirador e motorista). Com uma tração de 6 x 6, o Cascavel foi criado e produzido aqui no Brasil, tem como curiosidade o fato de ter o maior número possível de peças comercializadas no mercado comum de auto-peças. Assim a aquisição de novas peças para manutenção fica mais fácil.
Possui um motor Mercedes Benz Diesel de212 cavalos de força com uma autonomia de 880 quilômetros e pode chegar a 100 Km/h.

O Urutu

EE-11 Urutu

Com muitas peças em comum com o Cascável (Ambos são sucesso de exportação da indústria bélica nacional) o Urutu é, no entanto, ao contrário do 1º, um veículo de transporte de tropas podendo levar até 14 soldados (incluindo o comandante e o motorista).

Também com tração 6 x 6, utiliza motores Mercedes-Benz diesel nacional de 260cv ou Detroit Diesel nacional V-6 de 190cv, com uma autonomia de 750 quilômetros e uma velocidade máxima de 100 km/h.

Tanto o Urutu quanto seu irmão menor, o Cascavel, são sucesso de exportação e possuem uma incrível credibilidade no mercado bélico internacional.

M-113

M-113

Criado e produzido pelos Estados Unidos o M-113 é também um veículo de transporte de tropas blindado. Diferente dos seu primos nacionais, possui uma tração por esteira sob 5 rodas base, uma roda guia e uma engrenagem de propulsão.

Com um motor Detroit 6 cilindros diesel com 275 CV (104 kW) de potência possui uma autonomia de 480 quilômetros e uma velocidade máxima de 66 km/h

M-109

M-109 Howitzer

Desenvolvido pelos Estados Unidos, o M-109 Howitzer é um obuseiro de auto-propulsão. Com um canhão de 155 mm seu poder de fogo pode chegar a uma distância de 36 quilômetros ( a depender do tipo de obus utilizado). Com um sistema de localização a base de giroscópio ( que não depende de satélites como o GPS) o M-109 é a mais moderna peça de artilharia do Exército Brasileiro.

É necessária uma equipe de 8 soldados para operá-lo.

Usando um motor a diesel de 450 cavalos de força, possui uma autonomia de 350 quilômetros e uma velocidade máxima de 56km/h.

Uma curiosidade, este aí da foto acima, sou eu que está pilotando, ou seja, não se meta comigo!

Fontes: 1,2,3,4,5,6 e 7