Home Diversos Carro ecologicamente correto precisa mesmo ser feio?

Carro ecologicamente correto precisa mesmo ser feio?

Carro ecologicamente correto precisa mesmo ser feio?

Quem levantou esta bola não fui eu, foi o site Tree Hugger, que explica em seu editorial que um carro “verde” em sempre é bonito… eu iria um pouco mais além, alguns dos carros listados abaixo são um pouco mais feios que bater em mãe na noite de natal por conta do presente

*Edit*: eu não sou contra carros ecológicos, tanto é que escrevi muito empolgado sobre o Honda FCX Clarity – que usa célula de hidrogênio -, aquele sim, um carro ecológico DE VERDADE, que não usa centenas de quilos de baterias de níquel-metal hidreto, de vida útil limitada e que precisa ser descartada de forma especial, não utiliza energia elétrica que nos países de primeiro mundo é barata por ser oriunda de usinas nucleares (aqui no Brasil seria completamente inviável qualquer carro elétrico por conta do alto custo da transmissão de energia que temos) e finalmente não depende de combustíveis fósseis, aí, e só aí, quando a produção for viável para massas, já que depende da criação de uma forma economicamente eficaz para obtenção de hidrogênio, o mundo estará realmente perto de um carro cuja pegada ecológica seja restrita a sua produção, sem ações predadoras anteriores ou posteriores. Então caros, entendam que não sou contra carros verdes, apenas não engulo bobagens e de fato considero os carros abaixo verdadeiras ‘coisas’. Antes seus fabricantes tivesse procurado designers, até mesmo em faculdades, para criar algo que pelo menos não fosse feio.

MiniC.A.T.
Trata-se de um carro movido à ar comprimido, provavelmente o sonho dos ecologicamente corretos, para isso basta usar uma compressor de ar também verde, confesso que fiquei imaginando algum xiita usando uma daquelas bombinhas de pedal para ‘encher’ o receptáculo do carro.


GM EV1
Sério, alguém lembra do tempo em que a Citroën fazia aqueles carros horríveis com um saiote cobrindo parte das rodas traseiras? Eles fizeram isso pelo menos até os anos 1990… Agora olhe para o EV1, ele parece um Citroën da década de 1960.

REVA/G-WIZ
Eu confesso que à despeito de tudo que o BR800 representa para a industria nacional, eu nunca o achei um carro que passasse pelo menos perto de bonito, mas o Reva/G-Wiz, um carro elétrico, me faz rever conceitos, e passar a achar o BR800 bonitinho…

ZAP Xebra
Eu confesso que novamente estou sendo parcial, desde o Romi Isetta*, carrinho que eu considero simpático, eu nunca vi um automóvel de três rodas sem achar feio e imaginar qual a velocidade necessária para fazer a porcaria tombar. Olha o Zap, diz se ele não parece que vai tombar na primeira curva, ou primeiro retorno que fizer em uma ladeira?

*Edit*: como informado por alguns leitores, o Romi Isetta tinha quatro rodas sim, só que o eixo traseiro é menor, dando a impressão de que o carro tem três rodas…

Tango
O Danilo já falou sobre o Tango aqui, mas como bem diz o Tree Hunger, nem mesmo o George Clooney ao seu lado ajuda. Sério, esta coisinha ainda tem pretensões esportivas, ok, ele pode ter um centro de gravidade extremamente baixo e uma geometria muito apurada a ponto de fazê-lo ter estabilidade, mas… você teria coragem de entrar em uma curva de forma um pouco mais agressiva com ele?