Home Classicos Que Amélia que nada… Eleanor é que é mulher de verdade.

Que Amélia que nada… Eleanor é que é mulher de verdade.

Que Amélia que nada… Eleanor é que é mulher de verdade.

O Danilo já postou uma Eleanor por aqui…. mas esta outra que eu encontrei hoje, merece um repeteco 😉

Mas primeiro um pequeno preâmbulo. Em nossa língua mãe, nos referimos a carros, barcos e aviões como sendo do sexo masculino, quando você se refere ao carro, diz ele, mas em muitas partes do mundo estes meios de transportes são referidos como “elas”, por este motivo vários carros têm nomes de mulher, era o caso de Christine, é o caso de Eleanor.

Eleanor surgiu em 1973, no filme “Gone in 60 seconds”, era um Mustang Mach 1 e é o único carro do mundo a factualmente ser creditado como parte do elenco de um filme! Aliás, uma coisa curiosa sobre o filme original, de 1973, é que o orçamento só foi suficiente para bancar duas unidades do carro, em um filme cheio de ação e pegas impressionantes como aquele, foi algo estressante, mas que felizmente deu certo.

No remake feito em 2000, e estrelado por Nicholas Cage, os Mach 1 foram substituídos pelos míticos Shelby GT 500, o que faz muito mais sentido, já que os GT 500 têm bem mais valor de mercado que os Mach 1. E convenhamos, é MUITO mais bonito. Tão bonito que o carro assumiu de vez a posição de Eleanor, e o fez com tanto sucesso que não apenas ultrapassou a fama do próprio filme, como passou a ser produzido!

O detalhe mais impressionante desta produção, é que empresas como a WheelSandmore, o fazem apenas a partir de carros originais da década de 1960, reproduzindo à perfeição o modelo usado no remake de 2000. Aliás, o que está nas fotos deste post, é uma Eleanor feita a partir de um Mustang Fastback 1967, usa um motor de 5,7litro com 350cvs de potência.

Na extensão da postagem, mais fotos. Clicando sobre elas, vocês poderão vê-las em alta resolução.

Sonho… sonho…