Rolls Royce Phantom Drophead Coupé – Quando todo luxo é pouco

36
1471

Rolls Royce Phantom Drophead Coupé – talvez o conversível mais luxuoso do mundo

Custando mais de US$400 mil (lá nos Estados Unidos), oferece detalhes inacreditáveis…

Clique aqui para ver mais.

Além do visual

e do status

O Phantom oferece até um guarda-chuva. É, um guarda chuva.

Verdade, olha onde ele fica guardado!

é só abrir a porta, que é estilo “suicida”, apertar o botão e voilá! um guarda-chuva com grife Rolls Royce!

Os mimos não param por aí

O cinzeiro deve ser de prata

Porta copos, claro.. cercado de couro

a tampa da capota, de madeira… de bom gosto!

Ou de alumínio… ou é aço?


Até o motor parece uma obra de arte. A potência? “suficiente”, de acordo com a Rolls Royce.

não precisa virar a chave, só apertar o botão para ligar.

Conforto extremo

Cada detalhe é inspecionado pra não ter uma rebarbinha ou fiozinho de costura solto

Cinza também é lindo

Um doce pra quem souber a história da estátua. E comentar.

Feio de capota fechada? de jeito nenhum!

Elegante!

Maravilhoso!

Até eu estou me enchendo com os elogios.

Será que é refrigerado? aposto que sim

Engraçado como madeira de verdade fica bonita no painel… essas imitações plásticas são horríveis! mas o original é outra coisa!

Olha o clássico relógio no meio do painel… essa madeira é realmente de bom gosto.

Isso é… não sei. Deve ser um cinzeiro e um porta treco.

Olha a classe dos botões dos vidros elétricos. E são os 4, não só os dianteiros. Chiquééérrimo.

Agora a classe mesmo está aqui – olha lá, não tem conta giros – tem um medidor de “Reserva de Potência”, que mostra quanto você tem de potência sobrando para acelerar. Sublime.

Tem air-bag, mas  não precisa ficar escrevendo no volante pra dizer que tem.

O que é isso?

Um cinzeiro. Para charutos, claro. Que finesse.

Legais as portas suicidas, principalmente para moças de saia (ficarem reclamando)

Até o interior vermelho tem classe, não parece um carro tosco.

Olha o que tem escondidos no porta-trecos central – controle elétrico dos bancos, que tem até memória.

Não sei o que é isso, se é algo pra discar o telefone com bluetooth ou código de segurança para o carro..

E preto então?

Sensacional

Detalhe do reflexo – olha uma Porsche branca lá!

Que rodas… (para ver mais rodas de super carros, clique aqui!)

é… para pouquíssimos!

36 COMENTÁRIOS

  1. vamos lá…
    A imagem da “mulher voadora” colocada sobre o capô dos Rolls Royce é hoje sua marca registrada.
    A primeira dessas estatuetas, conhecidas como Spirit of Ecstasy (Espírito de Êxtase), foi encomendada por lorde de Montagu, assim que recebeu seu carro feito à mão, em 1911.
    A modelo foi sua secretária, Eleonor Thorton, por quem o nobre tinha explícita admiração.O escultor Charles Sykes foi quem recebeu a tarefa do lorde para fazer uma escultura que representasse a amada sentindo o vento e a “música” do motor de sua nova máquina. Sykes cedeu os direitos de cópia à Rolls Royce, com a condição de que ele fosse o único a produzir as peças. Somente em 1939 a obra virou equipamento padrão da fabricante.

  2. A figura no capô do Rolls Royce se chama “The Spirit of Ecstasy” e vem sendo usado desde 1911. Por detrás dela existe uma história de amor, pois a modelo da figura, Eleanor Velasco Thornton era secretária e amante de John Edward Scott-Montagu, que por ser nobre não poderia casar com ela. Então ele idealizou uma forma de prestigiá-la e inventou a estatueta, que foi esculpida por Charles Robinson Sykes. A figura original tinha o indicador nos lábios, evocando o segredo dos amantes, o que não era lá muito segredo, e foi batizada de “The Whisper”, “A Susurrante”, um bocado de romantismo, realmente. Mas a estatueta somente adornava o Rolls de Montagu e como os outros proprietários desse carro também passaram a adotar o emblema a RR encomendou uma escultura à Sykes, para adornar todos os seus automóveis. Sykes criou então “The Spirit of Ecstasy” em 1911, usando a mesma Miss Thorton como modelo. Como o método de fundição era o da “cera perdida”, cada estatueta era única e foi assinada por Sykes até 1951. Além disso a peça era banhada à prata, o que ocasionava freqüentes furtos, pois se pensava que era maciça; no presente são feitas de níquel polido. Entretanto, o patrão Royce não gostava do adorno e este não era posto nos carros que ele e a família usavam. O fim da modelo da estatueta foi trágico e romântico (?), pois ela morreu quando o navio onde viajava para a Índia (whit Lord Montagu, of course) foi torpedeado em 1915 por um submarino alemão. Lord Montagu sobreviveu. A estatueta também é chamada de “Emily”, “Silver Lady” ou “Flying Lady”. Facinho, né? Foi só ir ao http://www.darkforce.com/royce/ecstacy.htm e pegar isso aí. Cadê o meu prêmio???

  3. O Phantom é meu sonho de consumo já faz um tempo, mas pra mim ele só presta PRETO. Eu não sou nem tão fã da versão coupé, gosto é do classicozão mesmo.

  4. Eu posso estar cometendo um erro ao falar isso mas pelo menos ate pouco tempo atras era proibido usar madeira de verdade no console e volante de carros pois numa batida a madeira ao se quebrar poderia virar uma estaca e machucar os ocupantes. Não sei se esse tipo de exigencia consege atingir a RR, mas marcas como Alfa-Romeo agora usam um tipo de plastico especial imitando a madeira mas já vi ao vivo e não é qualquer plastico não, é extremamente bem feito…

  5. diz a lenda que Charles Stewart Rolls era admirador da arquitectura grega, da onde deteve-se em uma ilustração de um tablóide da época, onde uma mulher alada – The Spirit of Extase

  6. Só não entendi por que umA porshe e não um porshe. Não é um carro? Um esportivo? Ou é uma “caranga” essa é das antigas?
    Quanto ao Holls…
    que carro maravilhoso!!!!
    Será que aceitam meu Opala 91?
    Um no outro!

  7. esse carro é “show”, uma coisa que é “feia” é essa frete de caminhão que adotaram, e com esse painel gigante e volnte simplex então… bom só não gostei ds portas suicidas isso me parece muito estranho… não sou chegado a carros brancos, mas esse está demais, mas gostaria do interior bege e não creme… e pelamordeDeus muda essas rodas… são as mesmas desde o protótipo do sedã…

  8. Pelas regras gramaticais chamamos de “o” Porsche o carro e a “A” Porsche a fábrica, assim como “a” Mercedez, “a” BMW para as fábricas e o artigo “o” para os automóveis.Já o caso d”A” ferrari vem do caso da origem italiana onde carro é “macchina” e para os puristas deve se manter a lingua original da “lenda”.

  9. Por menor q sejam as fotos, pude perceber o nome “airbag” escrito na parte inferior do centro do volante, ao contrário do q diz o post…

  10. ESTE DISPENSA COMENTARIOS O CARRO E TUDO DE BOM PERFEITO EM TUDO PARABENS PELA MATERIA MUITO BEM FEITA

  11. Sei que os carros são batizados de Phantom “Fantasma”, pois são tão silenciosos que é difícil ouvir eles se aproximando. O painel é DE MADEIRA SIM, imagina que os caras da Rolls vão meter plástico no painel, param de fabricar o carro mas não colocam plástico no painel de jeito maneira.
    Há madeiras que quando quebram não deixam lascas, como a raiz de Olmo, que é usada para fabricar volantes.
    Detalhe sobre o couro, nas fazandas onde as vacas que vão virar banco são criadas, as cercas e as árvores são forradas para evitar que o animal se arranhe e acabe estragando o couro.
    Não é “O”, é sempre “A”, então é A Porsche. No mundo dos automóveis, carros desejados são tratados por artigo feminino, como belas mulheres ou belas amantes, o mesmo não vale pro Corcelão 78 ou Chevettão 84…

  12. Valeu, Rusnel! Essa é a verdadeira história da estatueta dos modelos RR. Voce detalhou até demais, o que deveria permancer em segredo, mas, agora e como se fala no Brasil “já era”.
    O Marcelo, que postou sobre Charles S. Rolls, ele já havia falecido, vitimado por desastre aeronáutico (foi o primeiro acidente aéreo da história com vitima fatal), isso em 1910. A grade do radiador tinha sim, um apelo ao Partenon Grego e muitos outros carros daquela época exploraram esse designer. A RR mantem a tradição até os dias atuais.

  13. Lembrando que o guarda chuva dentro da porta, que é laarga pacas, acompanha todos os modelos Phantom!!
    Mas pensando bem aquela madeira no do painel fica mto cafona c/ o interior vermelho…
    Mas se me dessem um desse eu não recusava não!!!
    😀

    • eu tambem achei, ficou muto estranho, e o cara que postou acho que com certeza iria meter o pau nessa estranha combinação, mas ele elogiou tanto o carro, q ate desanimou de criticar esse “defeito”..

      mas acho que se colocasse marfim, ai seria outra coisa…

      no mais o carro e muio show, coisa fina mesmo, e acho que com tanta beleza e luxo, nem precisa correr tanto…

  14. porta-luvas refrigerado… gostei, da até pra levar um sorvetinho, pra tomar durante a tediosa viagem (o problema é o estofado dos bancos, né? xD)

  15. Sinceramente, a única coisa que achei feia, se me permitem criticar um carro dessa categoria, foi o volante, achei que merecia um desenho mais atual… sei lá.

  16. Show, Xou, chou, shou, xhou e PRONTO…..

    Carro não !!!…..NAVE, se botar um fogão e uma privada, eu moro dentro de um destes !

  17. ACABEI DE COMPRAR UM ESTOU DESFILANDO ELE NO ESTORIL ….
    A PRIMEIRA NOITE DORMI DENTRO DELE …..
    É BOM ACERTAR NO EUROMILHOES …. SOU UM FELIZARDO……
    SÓ FOI PENA TER ACORDADO QUANDO O DESPERTADOR TOCOU E TIVE DE ME POR ANDAR NO MEU VELHO E BEM REAL FIAT A CAMINHO DO TRABALHO ……
    VIDA DE POBRE ……

  18. Um mormon que dirigia um Yugo parou num semáforo ao lado de um Rolls-Royce. Logo depois o motorista do Yugo abaixou o vidro da sua janela e gritou para o motorista do Rolls Royce: _”Ei, amigo, esse é um bom carro! Tem um telefone no seu Rolls? Eu tenho um no meu Yugo!”

    O motorista do Rolls olha e responde simplesmente: _”Sim, tenho um telefone.”

    E o motorista do Yugo logo disse: _”Fixe! E, você tem lá uma geladeira também? Eu tenho uma geladeira no banco de trás do meu Yugo!”

    O motorista do Rolls, olhando aborrecido, disse: _”Sim, eu tenho uma geladeira.”

    E motorista do Yugo insistente pergunta: _”Isso é ótimo, meu! E, você também tem uma TV,? Sabe, eu tenho uma TV no banco de trás do meu Yugo”

    O motorista do Rolls, mais aborrecido ainda, disse: _”Claro que eu tenho uma televisão. O Rolls-Royce é o carro mais luxuoso do mundo!”

    O motorista do Yugo mais curioso ainda pergunta: _”Muito fixe o carro! E, você também tem uma cama lá dentro? Eu tenho uma cama na parte de trás do meu Yugo!”

    Chateado porque não tinha uma cama no seu carro, o motorista do Rolls-Royce partiu em velocidade, e foi directo ao revendedor, onde ele prontamente ordenou que fosse instalada uma cama na parte traseira do Rolls-Royce.

    Na manhã seguinte, o motorista do Rolls entrou no carro, e a cama parecia esplêndida, com lençóis de seda e guarnição de bronze. Era claramente uma cama própria para um Rolls Royce.

    Assim, o motorista do Rolls começou a procurar o Yugo, durante todo o dia. Finalmente, à noite, encontrou o Yugo estacionado, com todos os vidros embaçados por dentro. O motorista do Rolls saiu e bateu no vidro do Yugo. Como não houve qualquer resposta, bateu novamente, então, o proprietário pôs a cabeça de fora, toda molhada.

    E o motorista do Rolls com atitude arrogante disse: _”Agora também já tenho uma cama na parte de trás do meu Rolls-Royce!”

    O motorista do Yugo olhou para ele e disse: “Você tirou-me do chuveiro para me dizer isso?

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui