Novo Sedã da Renault – Fluence

4
134

Fruto de um projeto global de engenharia, o sedã médio Fluence é um dos destaques da Renault do Brasil na edição 2010 do Salão Internacional do Automóvel.

O sedã que será fabricado na Argentina,  tem linhas fluidas e elegantes, mas também um ar robusto – sensação reforçada pela elevada “linha de cintura”

Saiba mais aqui:

A dianteira do carro tem faróis alongados que avançam sobre pára-choques e o capô. Na lateral, destaque para os retrovisores na cor da carroceria com luzes indicativas de direção. Um discreto vinco percorre desde a dianteira do carro, passando pelas duas portas, contornando a traseira até se encaixar harmoniosamente com a tampa do porta-malas. Chamam a atenção também os largos frisos instalados na parte inferior das portas e as bonitas rodas de liga leve de 17 polegadas.

As lanternas do Fluence são bicolores e apresentam linhas mais angulares, sendo divididas pela tampa do porta-malas. A ponteira do escapamento cromada e duas luzes de posição nas extremidades do pára-choque completam o conjunto.

O Fluence conta ainda com um teto solar elétrico, possibilitando uma maior interação dos ocupantes com o exterior, resultando em um interior que privilegia, de forma natural, a luminosidade.

Como já acontecia no Mégane, a partida do Fluence é feita com cartão eletrônico e por meio do botão “Start/Stop” no painel. Com dimensões semelhantes às de um cartão de crédito, o dispositivo não faz volume no bolso e é de fácil manuseio. Dotado de sistema de código evolutivo com um bilhão de combinações, ele reduz rigorosamente o risco de roubos e fraudes; o que pode se traduzir em economia nos valores do seguro do carro.

O Fluence virá equipado com o sistema VSC2 Hands Free, dispositivo inédito em seu segmento. Com essa tecnologia, o motorista poderá acionar o motor sem que, para isso, necessite tirar o cartão eletrônico do bolso, bastando apenas que ele esteja no interior do veículo. O mesmo sistema VSC2 Hands Free é o responsável pelo travamento e destravamento automático das portas, comandado por sensores de identificam o afastamento ou aproximação do cartão.

Ele  ainda conta com a tecnologia Bluetooth, rádio CD Player com sistema MP3, com qualidade de som “Auditorium” e entradas para USB/iPod e auxiliar, tudo isso controlado pelo comando satélite na coluna de direção.

O Renault Fluence poderá ser equipado com um sistema de navegação GPS Tom Tom. Integrado ao painel de instrumentos e com uma tela colorida de cinco polegadas.

O Fluence conta com sistema de arquitetura multiplexada, tecnologia que gerencia desde o controle dos freios ABS, ao volante com assistência elétrica, ajustando por exemplo o “peso” da direção conforme a velocidade do veículo, e o acionamento dos vidros. O diagnóstico de eventuais problemas durante a vida útil do veículo também pode ser feito de forma muito mais simples e rápida. Todo o histórico do modelo pode ser acessado instantaneamente por meio de equipamentos de diagnóstico existentes nas concessionárias Renault.

Ele chega ao mercado com o motor 2.0 16V. Fruto do trabalho conjunto de engenharia da Aliança Renault-Nissan, este propulsor aceita gasolina, álcool ou a mistura dos dois combustíveis em qualquer proporção. O motor de quatro cilindros em linha, com bloco e cabeçote de alumínio, desenvolve a potência de 143 cv (álcool) / 140 cv (gasolina) à 6.000 rpm e torque máximo de 19,9 kgfm (álcool) / 20,3 kgfm (gasolina) à 3.750 rpm. O propulsor 2.0 16V Hi-Flex trabalha em conjunto com um câmbio manual de seis marchas ou automático CVT, que também possibilita a troca manual de marchas.

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui