Novo Ford Fusion 2013

9
368

O novo Ford Fusion, apresentado no Salão de Detroit, nos Estados Unidos, será certamente o primeiro a trazer para o mercado brasileiro a nova identidade visual da Ford.  Ele também será vendido na Europa, e herdará o nome de seu equivalente atual e referência no segmento há quase duas décadas, o Mondeo. Clique aqui para mais fotos e informações! 

O foco desta nova geração está na economia de combustível, que segundo a Ford será mais eficiente que todos seus concorrentes. Estará disponível em várias motorizações, entre elas:

EcoBoost 1.6 – 179cv, e segundo a Ford, será o mais econômico entre os motores de quatro cilindros não híbridos, com conusumo médio de 11 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada. Será o primeiro Ford de câmbio automático a contar com o sistema start-stop automático, que desliga o motor automaticamente quando parado e o religa suavemente quando se tira o pé do freio. Em média, isso ajuda a reduzir em 3,5% o consumo na cidade.

EcoBoost 2.0 – 237cv, apenas 6 a menos que o atual V6, mas graças ao Turbo e o sistema de gerenciamento do motor, oferecerá mais torque e no fim das contas, terá mais desempenho com menor consumo. Este motor vem acompanhado da transmissão automática SelectShift de seis velocidades e a opção de rodas aro 19 e tração integral com capacidade de enviar torque adicional à traseira, para deleite dos entusiastas.

Fusion Hybrid – Carro do Ano de 2010 na América do Norte – Possui novas baterias de íons de lítio mais eficientes, com menor peso e maior geração de energia e ao mesmo tempo em que aumenta a velocidade máxima com tração elétrica, de 75 km/h para 100 km/h, ampliando as possibilidades de uso da versão.

O Fusion Hybrid também traz um novo motor 2.0 a gasolina de quatro cilindros de ciclo Atkinson, significativamente menor que o 2.5 anterior, mas com o mesmo padrão de desempenho. Ele projeta uma economia de 20 km/l na cidade e 18,7 km/l na estrada.

A economia de combustível do Fusion Hybrid deve superar a do Toyota Camry Hybrid 2012 em 1,7 km/l na cidade e 2,1 km/l na estrada e a do Hyundai Sonata Hybrid em 5,1 km/l e 1,7 km/l, respectivamente, segundo a Ford.

O Fusion Energi, promete ser o híbrido “plug-in” mais eificente da categoria. Com lançamento programado para o segundo semestre, ele projeta um consumo equivalente de 42,5 km/l – padrão usado para a avaliação de veículos elétricos. Esse número é 3,4 km/l maior que o do Chevrolet Volt e 5,5 km/l maior que o consumo esperado do híbrido “plug-in” Toyota Prius.

Tecnologia

O novo Fusion oferecerá vários sistemas de segurança, usando sensores, câmeras e radar que permitem ao carro “ver” e responder:

Sistema de manutenção de faixa: essa tecnologia exclusiva na categoria consiste de três elementos para ajudar o motorista a manter sua posição na faixa de rodagem. Usando uma pequena câmera instalada atrás do espelho retrovisor interno, o sistema “enxerga” a pista e monitora suas faixas para determinar se o carro está no rumo certo. Se o sistema detecta sonolência e comportamento irregular, alerta o motorista com uma vibração na direção. Por fim, aplica pressão na direção para trazer o veículo de volta para a faixa.

Controle de velocidade adaptativo: usando um radar, o sistema “enxerga” a pista e reduz a velocidade ao detectar trânsito lento à frente. Também dispõe de alerta de colisão com suporte de frenagem para ajudar a reduzir a velocidade do carro se uma potencial colisão é detectada.

Assistência ativa de estacionamento: usando sensores, essa tecnologia permite identificar um espaço adequado para estacionamento paralelo, calcula a trajetória e manobra o carro na vaga. Tudo o que o motorista precisa fazer é controlar os pedais do acelerador e do freio.

Sistema de detecção de pontos cegos (BLIS) com alerta de tráfego cruzado: sensores nos painéis traseiros do Fusion disparam sinais sonoros e visuais se for detectado tráfego nos pontos fora da visão do motorista. O sistema também avisa da aproximação de tráfego quando o carro sai de ré de um estacionamento.

Multimídia

O novo Fusion traz a última versão do sistema de comunicação e entretenimento SYNC (feito numa parceria entre Ford e Microsoft), com comandos de voz para interação com o celular e o sistema de áudio do veículo.

O Fusion também oferece uma versão atualizada do MyFord Touch, que permite ao motorista interagir com os sistemas do veículo por comando de voz, toques na tela ou botões convencionais. O comando de voz ajuda a reduzir potenciais distrações do motorista, permitindo que ele mantenha as mãos na direção e os olhos na estrada.

“Este é realmente um carro para quem gosta de dirigir”, diz John Jraiche, gerente do programa. “O Fusion está ainda mais gostoso de dirigir, com a direção elétrica especialmente calibrada, a suspensão dianteira MacPherson e a nova suspensão traseira multilink de qualidade premium, que tem a mesma configuração de carros esportivos de alto luxo.”

O acerto cuidadoso feito pelo time de engenharia da Ford dá ao Fusion um comportamento dinâmico capaz de agradar os pilotos mais exigentes e proporcionar confiança para os motoristas menos experientes.

Segurança

Os engenheiros da Ford aumentaram a resistência da carroceria em 10% com a ampliação do uso de aços de alta resistência, além da adoção de airbags duplos de joelho na frente e airbags adaptativos que se ajustam ao tamanho e posição dos ocupantes, tudo isso com o objetivo de atender os níveis máximos de segurança determinados por padrões internacionais.

A frente foi desenvolvida para atender ao mesmo tempo os rigorosos testes de impacto da América do Norte e as normas de proteção para pedestres da Europa. Isso foi conseguido com horas de modelagem em computador e 180 testes de impacto para validação.

Chegada ao mercado brasileiro

O Fusion será produzido na fábrica da Ford em Hermosillo, no México, e em breve também na fábrica AutoAlliance International, em Michigan, Estados Unidos.

O carro estará nas revendas da América do Norte e da América do Sul ainda este ano, o preço ainda não foi divulgado. O Mondeo será introduzido na Ásia e na Europa em 2013.

Agora, bem que a Ford poderia fazer e trazer a versão de tração integral (AWD) e câmbio manual de 6 marchas… Não custa sonhar, não é mesmo?

9 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui