Terrafugia Transition – o carro voador que você já pode comprar

15
662

Tecnicamente pode, se você tiver US$ 194.000,00 e paciência para esperar, na melhor das hipóteses, até 2011 para receber o seu, você já pode comprá-lo. Pena que com a burrocracia brasileira, será virtualmente impossível usar este veículo por aqui (salvo no caso de você ser um político influente ou bandido de carteirinha, este tipo de gente que não se preocupa mesmo com as leis).

O Terrafugia Transition foi projetado por engenheiros treinados no MIT (Massachussets Instituite of Technology), provavelmente o mais renomado instituto de tecnologia do mundo, e foi desenhado para ser prático. Por exemplo, você não precisa de um hangar para guardá-lo, nem de operações bizarras para recolher as asas, que dobram-se na lateral do veículo através de acionamento eletromecânico.

Como carro, ele tem tração nas quatro rodas, e todos os equipamentos de segurança encontrados em um veículo normal. Seu consumo de combustível é de 12,75km por litro e tem por ponto fraco transportar apenas duas pessoas, seu bagageiro tem capacidade para transportar um saco de golf ou alguns esquis.


Como avião são necessários 500 metros de pista para ser capaz de decolar e imediatamente ultrapassar um obstáculo de 15 metros de altura, a velocidade de cruzeiro é de cerca de 185km/h e a velocidade mínima de sustentação, ou seja, abaixo dela ele cai feito uma pedra é de 80km/h, sua autonomia de vôo é de 740km. Você pode decolar com ele de qualquer uma das mais de 2500 pistas de vôos de uso público que existem nos EUA, mas precisa ter uma licença de ‘piloto esportivo’.

15 COMENTÁRIOS

  1. naum curto a ideia de carro voador naum…. o legal do carro é ele no chão… d preferencia ”comendo” o pneu.. se é q vc me entende!

  2. Se eu tivesse no estados unidos,com essa grana,eu comprava uma lamborghini gallardo
    na minha opiniao muito mais legal que ae

  3. Muito tosco. Parece aquelas tecno-baboseiras usadas nos antigos filmes do 007. Se não decolar e pousar verticalmente não possui utilidade como carro voador, pois ninguém tem disponível no quintal de casa uma pista de pouso particular.
    Agora o projeto do SKYCAR, esse sim inspira confiança e parece promissor na tarefa de substituir o veículo convencional,já que o mesmo tem a capacidade de decolar e posar verticalmente, não utiliza asas e pode acomodar quatro pessoas.

    link para quem se interessar em conhecer o SKYCAR:

    http://www.cojoweb.com/skycar.html

    • Vinicius,

      na realidade, para onde ele será lançado (Estados Unidos) é altamente usável, são 2500 pistas de uso público (ou você não leu a postagem?). Além do mais este Skycar da Moller está mais para vaporware que qualquer outra coisa há pelo menos uns SEIS ou SETE anos, que dizem que vai ser lançado e nada. SE, e APENAS se ele realmente for lançado, e mostrar-se funcional é que será melhor que o Terrafugia…

      Até lá continua sendo o que foi até agora, uma promessa não cumprida.

  4. knuttz,

    Certamente que li a totalidade da postagem (só dou opnião sobre o que entendo justamente para não passar vexame) e na minha opnião pessoal como piloto de aeronaves de pequeno porte é que o mesmo se assemelha muito a um monomotor se comparado ao Skycar que possui linhas mais limpas (sem asas) e realmente é um projeto mais ousado e futurístico do que o Terrafugia.

    Você não concorda comigo que mesmo tendo inúmeras pistas de uso público lá no local onde será lançado (nos E.U.A), não seria melhor um projeto que dispensasse o uso total das mesmas como o do Skycar?
    Senão tal projeto (Terrafugia no caso)acaba se encaixando na categoria de “apenas mais um mini-avião de agente secreto” ou apenas como um carro com asas (também disponível em um dos antigos filmes do 007 que sei que você assistiu).
    Acompanho o desenvolvimento do projeto do Skycar através de revistas e pela Net desde o começo desta década e se não me engano (pode me corrigir se eu estiver errado), a engenharia do Skycar é totalmente operacional, ou seja, ele voa de verdade decolando e aterrisando verticalmente e o mesmo só não foi colocado ainda no mercado pois estão tentando colocá-lo o mais automático e seguro possível para que qualquer pessoa possa ter um, desde um piloto de aviões com brevê até uma dona de casa comum com uma CNH categoria B que queira aterrizá-lo num estacionamento de supermecado.

    • Salve Vinicius,

      eu parto de um pressuposto para fazer minha análise: precisa ter um vislumbre de funcionamento.

      Não resta a menor dúvida que se o Moller vier a funcionar ele seria fantástico, o conceito de decolar e pousar versticalmente e o uso daquelas hélices entubadas e basculantes seria muito bacana, alguns aviões usam a tecnologia de asas que basculam para este tipo de decolagem, e de fato ela é muito eficaz.

      ENTRETANTO, e é um grande entretanto, o único vôo que o Moller fez até hoje foi uma decolagem e aterrisagem, deve ter subido uns 4 ou 5 metros, e se mostrou uma nave altamente instável, mais parecendo aqueles testes de discos voadores das décadas de 1950/1960. A comparação fica pois injusta, já que de um lado está algo que existe e está liberado pela FAA para voar, mesmo sendo um trambolho desengonçado, e do outro está um projeto genial, que é projeto há seis anos, e não há a menor idéia se um dia vai ou não voar de verdade. No ritmo que o desenvolvimento do Moller anda é capaz da empresa quebrar antes do aparelho voar 🙁

      Ademais Vinicius, não tem como a dona de casa comum voar sem brevê. Existe a necessidade de treinamento para qualquer tipo de aeronave, já que qualquer um no ar vai ter que se ligar para não atravessar rota aeronáuticas, e precisa saber de regras de segurança no vôo; e também não vai existir esta de aterrizar em estacionamento de supermercado, salvo no caso dos supermercados fazerem uma área específica, senão teríamos helicópteros pousando fora de helipontos a torto e a direita…

      []s
      Knuttz

  5. Legal mas… nesse vídeo que tá aí.. parece que aquele aviãozinho do Santos Dumont foi mais alto hein….rsrrsr…

  6. SENSACIONAL,

    nao tanto pelo carro, mas pela celebre frase, (a não ser que você seja um político, ou um bandido, sabe?, esses caras que não ligam pra lei).

    jesUHoeUHOSAuehaOIUheoUHES

    PARABÉNS…

  7. Muito interessante ! Embora não muito prático, devido a parafernalha que carrega, principalmente para transitar nas ruas.

  8. Até a empresa já disse que não é um carro voador, mas sim um avião que roda em estrada.
    Embora ainda não me satisfaça, já que perde a funcionalidade ao transitar em zona urbana (onde, aliás, se concentram as pessoas em condiçõe$ de comprá-lo), admito que será de muita valia para industriais.
    Como não é inviável fazer uma pista de 500m numa área erma, será mais fácil transitar na zona urbana pelo chão e voar até suas fábricas e filiais que depender de um piloto de helicóptero.
    Esperemos o uso e façamos as apostas para descobrir que público vai consagrá-lo, e vamos torcer para que iniciativas como o skycar ou o x-hawk saiam do papel. Aí, sim, o mundo vai mudar.
    Imagine acabarem-se as megalópolis; como no céu não há engarrafamento, os 30km de distância de minha casa para o trabalho serão vencidos em 15 minutos. Para quê morar num apertado apartamento e andar 15 minutos para chegar a meu trabalho? Nosso conceito de cidade será radicalmente alterado.

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui