19
jan
10

Ladeira abaixo

Postado em Inusitados por Roberto Camara Jr. - Comments

Não sei quanto a vocês mas eu tive infância.

Nasci em um tempo em que computador era coisa de filme de ficção científica e desenhos animados e  descer para o play era o desejo de cada dia e seer convidado para passar alguns dias em no sítio de um amigo andando a cavalo e praticando tiro ao alvo com badogues – ou atiradeiras a depender de que parte do Brasil você seja –  em latas de refrigerante vazias.

Eu me encontrava com a turma e inventava as mais loucas e incríveis brincadeiras, pulando muros, roubando frutas no vizinho, andando de bicicleta e, claro, construindo os mais irados carrinhos de rolimã!

Por isso mesmo, quando descobri esta galeria de imagens de uma corrida de carrinhos de rolimã na vila de Staffordshire, na Inglaterra, não podia deixar de compartilhar com vocês, que assim como eu, também tiveram infância.

Clique abaixo para continuar a galeria

Fonte

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz

Comentários

  1. Barbieri disse:

    Ta parecendo a corrida maluca… gostei do penultimo cara… ficou rox!

  2. Lucas disse:

    haha’ bem legal as fotos. Lembro que ficava dias fazendo o carrinho…sem falar quando passava com a rodinha em cima da mão!kkkkkkk..!Que tempo bom, que não volta nunca mais!

  3. Marcus Vinicius disse:

    Poxa, muito bacana, apesar de eu ter apenas 25 anos também tive minha epoca de carrinho de rolimã, brincar de pega pega, tabiela, estreiar o novo toco, brincar de garrafão, meia hora de açougue, derrubar lata com uma bola, tive um estilingue também, soltei papagaio(modestamente, mas eu soltei papagaio, rsrsrsrsrs), subia em arvores, eu pegava as caixas de pasta de dente da colgate e brincava fingindo que eram onibus, rsrsrsrs, então eu pegava umas dez caixinhas e tinha uma frota de onibus vermelho, rsrsrsrsrs, minha primeira bike ganhei um pouco mais tarde, mas aproveitei bastante, tive bonequinhos do Comando em Ação, boneco do He-Man e do esqueleto, rsrsrsrssrs, meu primeiro contato com a tecnologia foi quando lançou o super nintendo, meu pai foi e comprou pra eu e meu irmão, depois disso as coisas foram mudando, hoje estou na frente de um computador com internet e rodando windows, tenho saudade de antigamente…

  4. Primo disse:

    Bons tempos… pena que esta mulecada de hoje não sabe o que é isso…

    Melhor post de todos. Paarabens e obrigado por ter me trazido de volta a minha infancia

  5. Claudio disse:

    Eu chamava de estilingue!

  6. […] This post was mentioned on Twitter by Autozine , Divulga! Web! ①②③. Divulga! Web! ①②③ said: Ladeira abaixo http://bit.ly/65jOCs […]

  7. Amayrton disse:

    Eu também sou dessa época.
    Tenho 30 anos.

  8. Eduardo disse:

    Bacana demais !.
    Por que não criamos uma corrida nesses moldes por aqui ???.
    Alguem afim ?.

    1. lucianio disse:

      na usp tem..

  9. Rexona Men disse:

    RT @Autozine: Alguem aí brincou disso na infância? http://autozine.com.br/inusitados/ladeira-abaixo

  10. ricardo disse:

    hoje,ha um pouco de sofisticação, mas legal era descer a lagoa dos patos no morumbi,com nossos carrinhos rusticos,isso por volta de 75,e tambem as ladeiras da casa verde, bons tempos, hoje com meus 51 anos de idade, ainda conservo aquele muleke, dentro de mim,
    se alguem souber onde tem essas corridas, me avise, por favor.obrigado.

  11. ademilson da silva disse:

    adoro carrinho de rolimã, se existe uma comunidade em minas que pratica este esporte entre em contato, já promovi algumas em contagem, mg = depositosaomateus@globo.com

  12. alessandra da Cruz disse:

    Boa tarde já fazemos a alguns anos em búzios uma corrida de rolimâ , e gostaria de aumentar o numero de participantes , em búzios tem uma ladeira alucinate .
    os interessados entre em contato pelo telefone 22 78142441 ou 126*71574
    O jornal o perú molhado faz 31 anos e fazemos esta corrida para comemorar o aniversário do jornal