Vendas de automóveis e comerciais leves mantêm crescimento de 5,53% no acumulado

1
166

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), entidade que representa cerca de 7 mil Concessionários de veículos no Brasil, divulgou os dados do setor no mês de setembro/2012 e o acumulado do ano. Houver queda de 31,54% no mês de setembro, com 277.614 unidades emplacadas no período.

Comparada com agosto, a média de vendas diárias foi menor que a registrada em agosto. Foram 17,6 mil unidades vendidas diariamente, em média, no oitavo mês do ano, contra 14,6 mil em setembro. Apesar da queda apresentada no comparativo entre agosto e setembro, no acumulado do ano as vendas de automóveis e comerciais leves apresentaram alta de 5,53% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Automóveis e Comerciais Leves

O volume de vendas de automóveis e comerciais leves caiu em 31,54% em setembro. Foram emplacadas 277.614 unidades em setembro, contra os 405.499 veículos comercializados em agosto. Na comparação com setembro/2011 (293.570 unidades), os segmentos registraram 5,44% de retração. Já no acumulado do ano, houve crescimento de 5,53% entre este ano e 2011.

Caminhões e Ônibus

Os emplacamentos de caminhões apresentaram queda de 25,5% na comparação com agosto. Foram licenciadas 8.466 unidades em setembro, contra 11.363 caminhões no mês anterior. Na comparação com setembro de 2011, quando foram negociadas 14.940 unidades, o setor registrou retração de 43,33%. No acumulado do ano, o segmento apresentou retração de 22,83% contra igual período de 2011.

O segmento de ônibus também apresentou queda no mês de setembro de 36,79%. Foram emplacadas 2.038 unidades, contra 3.224 em agosto. a comparação com o mesmo período de 2011 (3.138 unidades), o segmento registrou retração de 35,05%. No acumulado, o segmento de ônibus registrou queda 12,48% entre 2012 e 2011.

Os setores de caminhões e ônibus, juntos, apresentaram queda de 27,99%, no comparativo entre agosto e setembro, e também retração de 41,9% na comparação com setembro de 2011. No acumulado, houve queda de 21,13% para os dois setores somados.

Motos

O segmento de duas rodas registrou retração de 18,04% em setembro, no comparativo com agosto. Foram emplacadas 115.273 unidades contra 140.644 motos no mês anterior. Em relação a setembro de 2011, este setor apresentou queda de 33,94%.

1 COMENTÁRIO

  1. Pena que o governo sobre-taxou os importados, isso faz com que a qualidade dos carros nacionais fiquem sem um parâmetro superior de concorrência. E sem falar sobre os carros que não existem no Brasil, como por exemplo uma camioneta de grande volume, como pode existir concorrência quando não existe produto semelhante.

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui