Se o fechamento da marca Pontiac não me entristeceu muito, a notícia que li há pouco de que a Chrysler, detentora das marcas Dodge, Plymouth e Jeep, deverá entrar neste dia 30 de abril com pedido de concordata, me deixou sinceramente triste.

Fico triste porque entre as grandes foi a que mais vi ter a coragem de sair do lugar comum e lançar modelos inovadores como os Doger Viper e Plymouth Prowler, como os Chryslers PT Cruise, Crossfire, e 300C. A fábrica se destaca também no mercado dos foras de estrada com seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee, bem como com o indefectível Jeep Wrangler. Não fosse tudo isso o suficiente, temos os muscle cars e o fato dela ser, literalmente, a mãe do conceito de Minivans, idealizado por Lee Iacocca quando seu presidente(por gentileza, inclinem a cabeça em deferência ao falar o nome do pai dos poney cars, mais especificamente *DO* poney car, o Mustang).

Seu grande pecado, entretanto, foi ignorar solenemente a questão de consumo de combustível. Salvas raríssimas exceções os carros da Chrysler dos anos 2000 são beberrões como os carros do boom econômico criado pelo governo Clinton nos anos 1990, em um cenário recessivo e com gasolina a preço alto, um pecado mortal. Pior ainda é o fato de que a fábrica, além de não ter uma linha de baixo consumo digna de nota, perdeu a possibilidade de apelar para o marketing do “verde”. Uma pena.

Em 1997 ela foi incorporada pela fabricante Alemã Mercedes Benz, operando sob o nome de Daimler Chrysler, mas como a operação não foi bem sucedida, a empresa foi vendida em 2007 para um fundo de investimento chamadao Cerberus Capital Management, especializado na reestruturação de empresas em dificuldades. No começo deste mês de abril se falou muito da possibilidade da marca ser adquirida pela fabricante italiana Fiat, operação que a salvaria da falência iminente. Mas não deu certo.

A empresa de notícias Bloomberg noticiou na noite desta quarta 29/04, que no dia 30/04 o presidente Barak Obama irá anunciar que a empresa irá entrar com pedido de “Chapter 11” o equivalente na lei norte americana, a um pedido de concordata no Brasil. O que acontece? A empresa continuará a ser tocada pelo proprietário atual, que deverá apresentar um plano de reorganização para o juiz competente, em caso de aprovação do plano pelos credores e pelo juizado, ele conduzirá a empresa sob a supervisão deste juizado, caso o plano não seja aceito a empresa migra para o “Chapter 7”, que é a declaração de sua falência e liquidação judicial de seus bens.

É esperar para ver no que vai dar…É esperar para ver no que vai dar…

Ilustrando o post 46 fotos do Dodge Challenger R/T, em dois momentos, no auge dos muscle cars com o modelo 1971 equipado com um Hemi V8 de 6,1 litros e 597cvs, e 38 anos depois o modelo 2009, com um Hemi V8 de 5,7 litros e 370 cvs. Todas as fotos estão disponíveis também em alta resolução, é só clicar e aproveitar.

ATUALIZAÇÃO: O leitor Guilherme, deixou nos comentários o link para a notícia do portal G1 falando do pronunciamento em que o presidente, e futuro super-herói, norte americano Barack Obama anunciou o pedido de “Chapter 11” da Chrysler, *E* sua parceria com a Fiat. A empresa agora será gerida por representantes do governo daquele país, e executivos da montadora italiana.

Clique aqui para mais (belas) fotos

Clique aqui para ver mais fotos de belos Muscle Cars, como os aí de cima

Clique aqui para entrar no Uêba! – a maior fonte de coisas legais da internet! vale a pena!

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz

Comentários

  1. Já vai tarde, mas ainda há esperança, a FIAT tem até hoje para decidir se assume a empresa ou não, a condição é de que passem a ser eficientes tanto na gestão e produção quanto nos carros. Se não der certo, a FIAT vai se associar à GM americana.

    1. O presidente da Fiat emitiu uma declaração dizendo algo mais ou menos assim “eu não gosto de apostar, mas se eu tivesse que apostar, o faria na concordata da Chrysler”

  2. Realmente triste. Um ícone da história automotiva norte-americana, quiçá mundial, que se vai e deixa órfãos milhares de fãs.
    Seus carros encantaram gerações e ficarão para a história, seja por seu temperamento quase selvagem, seja pelo conforto aliado à esportividade.

    Para nós ainda resta a esperança do retorno dos tempos de glória de uma legítima representante americana.

    Desabafo de um fã incondicional.

  3. Marcus Vinicius disse:

    É uma pena mesmo, a Chrysler é um ícone americano, simbolo de potência e boa construção, o Dodge Challenger R/T da foto é maravilhoso, uma pena que vocês não deixam pegar para salvar como papel de parede, falow…

    1. Marcus,

      clique com o botão da direita sobre a imagem pequena que você quer, e escolha “copiar endereço do link”. Em seguida abra uma outra janela de navegador, e cole o endereço que vc copiou. Daí é só salvar a imagem.

      Ou ainda, clique na imagem para ela abrir sobre a página, quando ela carregar clique com o botão da direita do mouse, e peça para ver a imagem do plano de fundo, isso fará com que a imagem abra só, dái vc pode salvar e/ou usar como papel de parede 😉

  4. Hélio disse:

    Um minuto de silêncio.

  5. Eduardo disse:

    Para quem não entende como funciona o esquema de concordata americano, deve ser realmente triste, para os funcionarios, diretoria e etc da Chrysler eles devem estar pulando de alegria pois não é facil conseguir concordata nos EUA..

    1. Eduardo,

      eles devem entrar com o “pedido” de concordata. Do pedido vai ser feita uma proposta de restruturação da empresa, o plano vai ser difundido, e os credores que quiserem poderão ser ouvidos pelo juizado encarregado da concordata. Só depois de o plano apresentado, e os credores ouvidos, é que a concordata será ou não concedida. Em caso de não concessão, haverá a falência e liquidação judicial da empresa.

      Ou seja, o “Chapter 11” não é algo líquido e certo, ele pode muito bem virar um “Chapter 7″…

      Tal como está dito no quinto parágrafo do texto.

  6. Fabio disse:

    Os fabricantes americanos simplesmente ignoraram a questão do consumo e tamanho de seus carros, enquanto os japoneses produziram carros muito mais eficientes e dominaram o mercado norte americano.

    A queda desses gigantes foi por pura e simples falta de percepção da realidade do mundo atual.

    Hoje nos EUA ninguém quer um carro beberrão, enorme e que ainda por cima polui muito o ambiente.

  7. Filipe disse:

    Vai tarde [2]. Será uma empresa que fabricará carros muito mais eficientes se for comprada por outra européia.

  8. Gabriel disse:

    Dia triste mesmo. Muitos carros memoráveis, bonitos e com motor. Mas eu não acho o unico defeito dela é fazer carros beberrões, deve haver outros fatores para isso acontecer. Uma delas na minha opinião é ter ficado muito fechada nos EUA e não se abrir para o mundo como as outras montadoras.

  9. eumesmo disse:

    Para quem fez o artigo…
    Concordata é um instituto que não existe mais em nosso país… deves-se portanto empregar o nome falência ou recuperação judicial.
    🙂

    1. De fato eu havia esquecido da mudança na lei. Mas o novo termo ainda não foi bem assimilado, concordata demonstra melhor, você não acha ?

  10. Vanessa disse:

    Sem duvida é uma triste notícia, uma empresa deste porte…. Não podemos nos apegar apenas aos belos e potentes carros, pois isto é indiscutível, mas tem pessoas que construiram uma vida em volta da Chrysler, com esta mudança muitos sonhos se perdem, principalmente se vier à falencia.
    Mas esperemos os acontecimentos para realmente lamentar ou comemorar…

  11. paulo disse:

    sinceramente não acredito que a crysler vai ter este fim,até porque poderia separar as marcas e vende-las,jeep,dodge,não pode acabar assim do nada. não acredito que este sera o fim.

    1. No caso da falência (chapter 7), há a liquidação judicial, ou seja, os pedaços da empresa são vendidos, inclusive suas marcas.

  12. Marco Aurélio disse:

    Amigão, o Challenger R/T original tinha 330cv, este que você coletou informações está envenenado.

    Abraço

    1. Isso mesmo, ele tem um motor Hemi Big Block 😉

  13. Itapeck disse:

    Eu não estou pouco me lixando, a não ser é claro pelos que perderão seus empregos. Pra mim, que sou pobre e não tenho carro nenhum, não faz diferença. Eu queria mesmo era substituir motos e carros por carros de boi e bicicletas, árvores, estradas de terra, jardins botânicos. Mas a realidade é outra: Ambição das empresas de se fazerem carros cada vez mais fracos de motor, lataria, conforto e segurança. Imagine numa batida com moto, qual a diferença de se estar num carro popular hoje? em termos de segurança? Ex: Pálio, Corsa, Uno, Ford Ka. Todos esses carrinhos não oferecem a minima proteção de segurança. Agora, querem o air-bag de fábrica p/ todos os nacionais, mas isso não é que estão preocupado com segurança não, é de Dinheiro que estamos falando, muito Dinheiro. Portanto se você quer um carro seguro, que seja rico.

  14. elcio disse:

    BOM! MENOS ALGUNS RICOS NO MUNDO.

  15. milton disse:

    O fim nem sempre é algo tão mau. A humanidade terá que enfrentar mudanças estruturais muito maiores do que estas que estão acontecendo com algumas empresas, o parque industrial envolvido com certeza será incorporado por aquelas melhor adaptadas e os empregos serão redirecionados, alguns serão liquidados, mas este é o capital, em momentos de crise precisa queimar algo,sem esta lógica o sistema não roda.

  16. Carlos disse:

    Uma empresa que nunca acreditou no Brasil, porque não abriu uma fabrica em nosso pais.. VAI TARDE,

    1. ricardo disse:

      ela abriu fábrica no brasil DUAS vezes, uma nos anos 60/70 não sei ao certo e outra nos anos 90 no Paraná. Nas duas vezes se aproveitou de subsídios e isenções de impostos, ficou por pouco tempo e deu uma banana pra todo mundo.
      Definitivamente não é a melhor maneira de se fazer negócios, mas não podemos madar as favas uma marca com tanta tradição e com os carros maravilhosos que ela fabrica.

  17. Lex disse:

    Concordo plenmanete com o Itapeck e Carlos…
    mas pra nao deixar de dizer algo…

    Os Executivos nao podem ganhar abaixo de 5 milhoes por mes (chutando baixo)… é vergonhoso pra eles..
    O melhor mesmo é fechar e demitir todo mundo…
    BEM VINDO AO CAPITALISMO …

    bem, enfim, VAI TARDE montadora….

    Quem sabe da proxima vez faça carrinhos mais baratinho pro povo..

  18. Izildo Souza disse:

    Só para constar, não existe mais o instituto da Concordata no Brasil, e sim o da Recuperação Judicial, mudança realizada com a Lei das Falências, de 2005, e que deixou mais aparelhado o instituto com o dos Estados Unidos e Europa.

    Parabéns pela matéria.

  19. Luciano Teles disse:

    Li a biografia de Iacocca e meu respeito pela marca começou. Gosto de carros bonitos e, principalmente, bons. Mas quanto à parte técnica, deixo pra quem sabe. O PT Cruiser era meu sonho de consumo. Mas exatamente o consumo foi uma parte do processo q vi ignorada pela Chrysler. Uma perda. Uma pena.

  20. Luciano Teles disse:

    Só mais uma coisa, se me permite:

    1 – …li “há” pouco, ao invés de “a” pouco.

    2 – …falência “I”minente, ao invés de “E”minente.

    No mais, parabéns pelo blog. Vim aqui pela primeira vez exatamente pela notícia da empresa.

    1. Obrigado pelas correções. Apliquei-as.

      O primeiro erro de fato foi um ‘escorregão’ fruto da pressa, já o segundo, admito ignorância.

  21. Ronaldo Costa disse:

    Compartilho da triteza do articulista, porem acredito que empresas com a visão de mercado da supra-citada, pertenciam a um mundo romântico, no qual consumo e praticidade não eram preocupações de quem usava seus carros. Os mais incriveis carros fabricado neste país tambem foram de sua lavra, os fantásticos Dodge, mas o tempo passou e o mundo atual restringe cada vez mais o espaço para desempenho, classe e luxo, que são características da Chrysler. Adeus carrões, o mundo do futuro reserva-nos um fusca elétrico, de fibra de vidro, pois a de carbono estará reservada a classe dominante.

  22. Luiz Henrique Withers disse:

    Realmente uma pena!!Talvez o maior erro da Chrysler tenha sido não se adaptar a motores menores, como os V6. No caso dos EUA, não se trata de crise de gasolina, como muitos dizem aqui no Brasil, pois a gasolina está barata no mundo todo devido à crise, mas de crise de dinheiro mesmo, para a Chrysler e para os prováveis compradores

  23. Ramsés Toledo disse:

    É triste principalmente para nós amantes de carro de verdade,não estes carrinhos brasileiros com motorzinho de consultorio de dentista..!!!O que é bom dura pouco!!

  24. Max disse:

    É a velha falta de visao. Isso sempre derruba as empresas. Num mercado em recessao, e alto valor da gasolina, produzir carros que nao estao nem ai pro consumo é um tiro certeiro (no própiro pé).

  25. ivan disse:

    vou soltar foguetes para cada fábrica de automóveis que falir.
    o carro é a invenção mais burra da humanidade.

    1. André disse:

      Ivan

      Então me explica como seria o mundo hj sem os veiculos automotores (carros, ônibus, caminhoes, tratores etc..etc..
      Estariamos no período antes da invenção da roda ??

      1. ivan disse:

        seria um mundo com bem menos engarrafamentos, emissão de gases estufa, atropelamentos, barulho e estresse, sem contar que ia poupar um monte dos recursos naturais que se é preciso pra fazer um só carro (que aliás custa caríssimo).

        veja bem que eu não disse que sou contra ônibus, caminhões, trens, metrô, tratores, etc. esses já são um “mal necessário”.

    2. igor disse:

      cara c vc acha isso pq abre o autozine ???
      pq o nome diz tudo
      vc naum sabe o q e carro bom??

      eu tenho onze anos e sei o q e carro de vaerdade e gosto muito
      chrisler eu amo d paxao e uma das melhores

      1. ivan disse:

        caro sr. 11 anos,
        eu não abro o autozine, hoje foi a primeira vez.
        entrei só porque foi propagandeado no Yahoo!

    3. ricardo disse:

      e você é provavelmente o ser humano mais burro da atualidade!
      Vai andar de carroça ou de ônibus que é bom!!!

      1. ivan disse:

        ando de ônibus sim, todo dia quase.
        obrigado.

  26. Uma pena. Fico triste que a Chrysler tenha que terminar assim. Bola pra frente.

  27. Chrysler deverá entrar com pedido de concordata hoje. | http://tinyurl.com/c9eovd #crise

  28. Celso disse:

    Triste! Talvez inconcebível! No entanto, a situação econômica mundial acabou com muita fantasia do faz de conta. Lamento o fato e torço para que continuem. Sou apaixonado pelo Grand Cherokee (já estou na terceira troca e não gostaria de sair dessa marca… realmente triste!).

  29. Jéfferson disse:

    Puts! Cara meu sonho é ter um 300c!

    É uma perda enorme para os amantes de carros.

  30. joao disse:

    É impressionante como tem gente ignorante, recalcada e baixa. Esses idiotas que dizem “não estou nem aí…”, “que se lixem…”, “sou pobre….” e outras barbaridades do tipo, se esquecem que graças a indústria de autos, inclusive esta de carros de luxo e consumo exagerado, hoje tem transporte coletivo. As inovações tecnologicas advindas destas industrias é que proporciona ainda o programa de fim de semana da F1. Senão estariam todos eles usando charretes, possivelmente na frente delas.

  31. Rogerio K.Imak disse:

    É lamentavel! Espero que a empresa, sonho de seus fundadores, consiga se reestruturar cooperando desta forma para a economia mundial. De certa maneira, fica a lição para nós mesmos que diz “aquele que está de pé, toma cuidado para que não caia” – a empresa foi uma das grandes do setor – no tempo do Dodge Polara – mas hoje, está a beira do abismo! Não queria estar na pele de sua diretoria executiva! Tempos dificeis! “O que não quero para mim, não quero para os outros”

  32. Victor disse:

    ola…
    nasci em 90… nao peguei a epoca dos carroes, porem eu amo carros e nao gostaria que a chrysler fosse a falencia! um dos carros que eu mais gosto no mundo dos muscle cars é o R/T ele é simplesmente lindo! isso é um perda inestimavel na historia automobolistica!

  33. William disse:

    Que que adianta ser bonito, se não caro e consome muito. Imagina o IPVA e o seguro! Estas fábricas deveriam lembrar que as pessoas hj em dia estão atoladas de compromissos, como plano de saúde, escola, comida, casa…Já vai tarde mesmo. Concordo

  34. Cunha disse:

    O fato é que nossa grana só tem valor aqui no nosso país e estas maravilhas feitas lá na casa do cha…, custam uma fortuna e nossos salarios só da pra comprar os populares.
    é por isso que não largo meu WV Voyage 95 argentino.
    1.9 turbinho no chão.

  35. SILVIO disse:

    é uma pena mesmo,ver como o povo brasileiro não sabe valorizar o que é bom,preferem gastar com partidas de futebol e desfiles de carnaval, vendo 22 marmanjos ganhando ,na soma dos 22 quase 2 milhões ; é tem mais é que andar de bicicleta e carro de boi mesmo

  36. Vinícius Mazul disse:

    É uma péssima notícia para os amantes de carros antigos.

    Já tive a oportunidade andar em Dodge e sei o quanto isto é otimo.

    Sem duvidas irá fazer muita falta, mas a marca pode ate vir a falir, mas seu nome nunca ira sumir.

  37. Kelly disse:

    Sinceramente, eh frustrante saber q os carros mais irados tem como sua fabricante uma marca que não pensa como marca, capitalismo tosco que afunda os brilhantes e nos deixa a merce do futuro onde assim como os robôs dos filmes, os carros tambem são todos iguais.

  38. Álvaro disse:

    essas empresas nunca estiveram preocupadas c/ o bem estar de ninguém, apenas consigo mesmas. lançam modelos e mais modelos em nome da competitividade. nos mandam tornar realidade nossos sonhos, sonhos nossos criados por eles. tudo tem limite. acredito que o consumismo passou dos limites. em 4/07/2001 a revista forbes publicou artigo dizendo que : “ou salvamos o meio ambiente e quebramos a economia, ou salvamos a economia e quebramos o meio ambiente.” o colunista ainda dizia “acho que faremos a escolha errada”. Bem, acho que quebramos os dois.

  39. Alexandre (waly) disse:

    Fusão de nostalgia e tecnologia nos modelos 71 e 2009 o conceito homem e máquina se resume nos modelos americanos. É uma pena, vai ficar na história do automobilismo.

  40. Ingrid Mello disse:

    Sou formada em Economia e em Relações Internacionais, porém esqueci todo o meu conhecimento quando vi a notícia. Sou fã demais, fiquei triste mesmo.
    Para os apaixonados por carros, é como perder um grande amor.

  41. milton disse:

    Uma coisa depende da outra. Sem recursos naturais para queimar e mão de obra barata ou soldados para queimar o sistema emperra. Teremos que nos adaptar a mudanças estruturais de sociedade, muito provávelmente sem os luxos individuais de transporte que parece ser o foco deste espaço. A sociedade humana do futuro precisa necessariamente ser regida ou governada por outros valores que não o individualismo. Há necessidade de formarmos as crianças e jovens para um mundo diferente deste do século 20-21, que foi orquestrado sob a égide do eu sobre todas as coisas ou como na música dos titãs “capitalismo selvagem, cada um por si e Deus contra todos”.
    Hoje ocorre uma pequena demostração de que o sistema tem falhas, as fissuras não aparecem ou são maquiadas, mas as rachaduras, quando surgirem vão nos mostrar que há um abismo sob nossos pés.
    O momento histórico que vivemos é único, pois em períodos passados as grandes crises ou catástrofes não podiam ser previstas, pelo menos com um período médio de tempo, hoje sabemos que problemas existem, tanto na esfera econômico-social como com relação ao meio ambiente e as duas se relacionam na grande maioria como causa-efeito, e ninguém com poder nas mãos toma as atitudes necessárias, enfim vamos assistir, ou nossos filhos irão assistir o fim da era humana…

  42. Juliana Morais disse:

    Se os norte-americanos tivessem regras severas no sistema financeiro e os administradores fossem bons e aprendessem a abrir mao de algumas regalias, talvez tivesse uma saída…..

  43. Clovis disse:

    “iminente” significa “imediato” e está correto. Todo fim também é um início, alvíssaras portanto, afinal se as belas carroças à cavalo não tivessem…

  44. guilherme disse:

    http://g1.globo.com/Noticias/Carros/0,,MUL1104410-9658,00-OBAMA+ANUNCIA+PARCERIA+DA+CHRYSLER+COM+A+FIAT.html

    hoje nao acaba ! xD

  45. Funileiro disse:

    Já vai tarde, esses “carrões” são um monte de lata, gastam uma fortuna em combustivel e só servem pra filhinhos de papais se exibirem.

    É bom pra dar espaço aos carros ecologicamente corretos, mais adequados a realidade.

    A citada firma parece não ter acompanhado a evolução dos tempos.

    Quem viveu a era dos “carrões”, só restam lembranças.

  46. Gean & Dani disse:

    gcg: enquanto isso… entre um espirro e outro a crise financeira continua…
    http://migre.me/OIr

  47. Parabéns pelo blog, nos amantes da Chrysler ficamos muito contentes .