Audi cresce 12,3% no primeiro semestre

0
226

A Audi acaba de alcançar um novo récorde de vendas. Nos primeiros seis meses do ano, a empresa entregou mais de 733.000 veículos em todo o mundo, 12,3% a mais do que no mesmo período em 2011. Somente em junho, aproximadamente 133.050 foram vendidos, 13,1% a mais que no ano passado. O desempenho positivo contínuo na Alemanha permaneceu no mês passado, totalizando um crescimento de 14,6%. Também no mercado chinês a empresa, mais uma vez, registrou um significativo incremento e aumentou as vendas em 20,4%. Nos Estados Unidos, a marca das quatro argolas concluiu o primeiro semestre do ano com o melhor resultado de vendas da história da empresa em um único mês: Crescimento de 26% em junho.

Na Europa, apesar da crise que ocasionou queda de 18,7 e 9,9% na Itália e Espanha, no total as vendas aumentaram 2,8% no semestre, para 393.350 veículos, gerando participação de 5,7% no mesmo período. Destaque ficou para a Rússia, onde a Audi obteve um crescimento de 40,9% (16.563 carros vendidos).

Os modelos que lideraram o aumento de vendas na Europa foram o Audi Q3 e o novo A6, em especial, na versão avant. As entregas do modelo superaram as vendas do seu antecessor em 63,3%, comparado ao mesmo período de 2011.

Nos Estados Unidos, os responsáveis pelo crescimento de 16,5% (65.158 unidades) foram o Q5 e o A7 Sportback, este último somente representou 4.249 unidades. Já o Q5, vendeu 21,6% mais e representa 13.544 unidades do total.

No Brasil, a empresa sentiu o efeito do novo IPI e registrou uma queda de 7,1% no acumulado do ano. O decréscimo, no entanto, está bastante abaixo da média registrada pelo mercado premium (aproximadamente -35%).

A meta de vender 1,4 milhão de automóveis em 2012 parecia um tanto ousada, visto a crise na Europa e o aumento do IPI por aqui, mas está cada vez mais próxima de ser alcançada e superada.

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui