15 anos e 2,5 milhões de unidades depois, chega um novo Palio, novo de verdade. Usando a elogiada plataforma do novo Uno, o novo Palio cresceu: Está 3,1cm mais largo, 6cm mais alto e 2,8cm mais comprido. Parece pouco, mas o entre-eixos (que diz muito sobre o espaço interno de um carro) cresceu 4,73cm. É o suficiente para sanar as críticas quanto a espaço para os passageiros de trás do antigo.

Em design, podemos dizer que agora a Fiat tem três tamanhos de Punto: P (Palio), M (Punto) e G (Bravo). Mas ao meu ver ele ficou bonito e apesar de lembrar o Punto, quando postos lado-a-lado, são bem diferentes…

Três motores equipam o novo Fiat Palio: Fire 1.0 EVO, Fire 1.4 EVO e 1.6 16V E.torQ, todos Flex. As versões 1.6 16V podem vir com câmbio mecânico ou Dualogic. E seis versões, são elas: Attractive 1.0, Attractive 1.4, Essence 1.6 16V, Essence1.6 16V Dualogic, Sporting 1.6 16V e Sporting 1.6 16VDualogic. É uma pena, uma pena mesmo que enquanto o Siena e Strada Sporting da geração anterior tinham o bom 1.8 16V de 132cv, o Palio seja limitado ao 1.6. Esportividade só no visual, nesse caso.

Entre novos equipamentos, podemos destacar:

• Para-brisa térmico
• Airbags laterais
• Volante em couro com comandos de rádio
• Comando do câmbio tipo borboleta no volante
• Cruise control
• Logo Push(sistema de abertura elétrica do porta-malas)
• Pneus verdes
• Chave canivete com comando do alarme
• Parafusos de roda antifurto
• Faixas e vários outros itens de personalização, a exemplo do novo Uno.

No desenvolvimento do novo Fiat Palio foram usados 526 veículos entre protótipos, veículos de prova e pré-série. Eles foram submetidos a 61.434 provas virtuais, 61.583 provas físicas e rodaram mais de 1,7 milhão de quilômetros até que se atingisse o resultado final que chega às ruas agora. Quase 3,3 mil novos componentes fazem parte do carro. Com tudo isso a Fiat busca superar os bons resultados em termos de durabilidade e confiabilidade estrutural da geração anterior.

O Design foi concebido pelo centro Stile Fiat, da Itália e apesar de lembrar o Punto, segue a nova identidade mundial da marca, que podemos ver também no 500.

Não entrarei em detalhes quanto ao design, por ser algo bastante pessoal, mas soluções bacanas foram a elevação das lanternas e o uso de brake-light com leds, o que aumenta bastante a segurança e visibilidade do veículo por outros, principalmente caminhões e ônibus.

Nos faróis, um retrocesso: Apesar de serem biparábola, perderam o projetor, certamente por redução de custos. É improvável que sejam melhores, visto que o projetor apesar de caro, é muito mais eficiente, apesar da maioria dos Fiats saírem com faróis desregulados de fábrica…

Interior

Não há chapas expostas, como aconteceu no primeiro Palio e ainda existe na versão Economy e Fire do antigo.  Dependendo da versão, pode chegar a 17 porta-objetos: quatro no painel, quatro no console central, oito nas portas e um na tampa de proteção do porta-malas.

O banco do motorista pode vir com regulagem de altura por alavanca e apoia-braços para maior conforto. O banco traseiro oferece duas posições no encosto, visando aumentar o volume do porta-malas.

O quadro de instrumentos tem novos grafismos e ponteiros iluminados em toda a barra, onde a disposição dos elementos é toda em três dimensões. Traz o WelcomeMoving: ao girar a chave de ignição os ponteiros realizam um movimento para checar se estão funcionando bem e fazem uma saudação ao motorista. A iluminação do quadro de instrumentos acende e apaga gradativamente, acompanhando o movimento dos ponteiros.

Nas versões Attractive e Essence o quadro de instrumentos traz fundo preto e contém velocímetro, conta-giros, relógio e hodômetros total e parcial digitais, termômetro do líquido de arrefecimento e medidor de combustível analógicos,e luzes-piloto. Os números são em branco com os ponteiros em vermelho.

A versão Sporting recebeu quadro de instrumentos diferenciado. Ele possui os mesmos medidores das demais versões, mas com serigrafia degradê, números maiores e ponteiros brancos, além do logotipo Sporting ao centro.

Outro ponto interessante foi o desenvolvimento do ColorandTrim, onde os designers da Fiat buscaram o equilíbrio entre cores, tecidos e texturas, tanto para o interior como para o exterior do Palio, e uma das características dele é o  insertmolding – a faixa central horizontal que percorre todo o painel –, que, juntamente com os novos tecidos dos bancos e dos paineis das portas, formam o principal item de customização do interior do modelo. Com padronagens específicas para cada versão, o conjunto pode ser substituído por outras cores e estampas.

Quanto ao sistema de som, ele é constituído de um kit duas vias (midbass e tweeter) nas portas dianteiras e um par de falantes full range traseiros. O rádio com suporte a CD e MP3 tem entrada USB/iPod e viva-voz Bluetooth para celular. Outra novidade é a opção dos comandos do rádio no volante do carro.

Estrutura e motorização

A carroceria do novo Palio é mais rígida e 15% mais leve também As portas foram reforçadas contra colisões laterais e arrombamentos, com uso de novos materiais e barras de proteção lateral em perfil ômega. O modelo usa agora pneus “verdes”, com desenho e composto desenvolvidos para diminuir a resistência a rolagem, proporcionando menor consumo e emissão de poluentes.

O motor Fire 1.0 EVO é o mesmo que estreou no novo Fiat Uno. Rodando com gasolina, produz potência máxima de 73 cavalos e torque máximo de 9,5 kgfm a 3.850 rpm. Com etanol, a potência é de 75 cv e o torque máximo, de 9,9 kgfm a 3.850 rpm. Ele equipa a versão Attractive 1.0.

Este motor possui diversas características que visam um funcionamento mais “leve” e econômico, como pistões de baixo peso, bielas fraturadas e coletor de admissão de plástico.

O Fire 1.4 Evo já equipa outros modelos da marca, como o novo Fiat Uno e o Fiat 500. Usando unicamente gasolina, sua potência máxima é de 85 cavalos e seu torque, de 12,4 kgfm a 3.500 rpm. Com etanol, sua potência é de 88 cv e seu torque, de 12,5 kgfm a 3.500 rpm.

Em relação ao Evo 1.0, ele possui variador de fase contínuo (CVCP), que permite uma variação de até 50° na fase entre eixo-comando de válvulas e virabrequim. Assim, a cada regime de funcionamento do motor, o comando de válvulas estará posicionado de forma a fornecer o melhor rendimento possível.

Para as versões Essence e Sporting foi adotado o motor 1.6 16V E.torQ Flex, já presente em diversos outros modelos. Possui 115 cv e torque máximo de 16,2 kgfm a 4.500 rpm rodando somente com gasolina. Com etanol, sua potência é de 117 cv e seu torque, de 16,8 kgfm a 4.500 rpm. Nesta motorização há a opção do câmbio Dualogic.

E o Palio atual? Como fica?

Não fica. Pela primeira vez a “geração” substituída não é reposicionada para a entrada de linha, seja pelos custos, seja pelo design que nunca agradou muito ao público. O atual Palio Economy continuará como entrada de linha, nas versões duas e quatro portas.

Veja mais fotos nas páginas seguintes, clicando logo abaixo.

Pagina: 1 2 3 4 5 6 7 8 9

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz

Comentários

  1. Divulga! Web! disse:

    Especial: Tudo sobre o Novo Fiat Palio 2012 (e 200 fotos!) http://t.co/Cteoz6rM

    1. Marckland disse:

      Muiiiito bom esse Palio, ele é um pouco beberrão mais, é uma BALA.

  2. Andre Jardim disse:

    Olha o novo Palio, ficou bem melhor http://t.co/7JELm7d1

  3. Ronaldo disse:

    Lindo o carro, vai impistiar as ruas, adorei a quantidade de fotos do site.

  4. Willian disse:

    Maravilha essa tendencia agora de carros mais smart esta pegando, assim teremos carros populares, pequenos, econômicos e acima de tudo BARATO!.
    Ainda estou apaixonado no March, mas agora vamos ver essa disputa doida.

  5. Alex Machado disse:

    É impressionante a incapacidade de um fabricante ouvir seu consumidor, explico: A FIAT, lançou bem o novo uno que está vendendo a uma categoria específica de mercado.
    Quando tem a “faca” e o “queijo”, para lançar um hatch que o consumidor está pedindo, qual seja com maior espaço e de preço acessível ela faz um novo uno com lataria redesenhahada, sim porque o novo pálio o tem a mesma plataforma do novo uno, o mesmo painel maquiado do novo uno o mesmo conjunto motriz (caixa e motores) do novo uno e infindável quantidade de peças comuns, a dizer-se com certeza que andando de novo pálio você esta andando de novo uno, claro com preços exorbityantes no novo pálio, vale então comprar um novo uno bem equipado e com custo menor. Mas voltemos ao assunto novo plaio, perdeu então a FIAT de fazer realmente um hatch que o consumidor demanda de maiores dimensões, que automáticamente geram mais conforto e segurança (física), tomemos apenas a exemplo o entre-eixos do novo pálio é apenas 2,42 m, quando o sandero o é apenas de 2,59!!!!!, a largura do novo pálio é 1,63 m quando no sandero o é apenas 1,74 m!!!!!!!, reitero o tenho sandero apenas por referência de um não tão belo hatch mas que por seu preço e dimensões a FIAT o poderia ter tornado o novo pálio, aí sim seria UM NOVO PÁLIO, nestas dimensões aproximadas e mesmo preço, com certeza com a qualidade de produção da FIAT, venderia e em muito, vez que haveria diferenciação entre novo uno e novo pálio, assim é a mesma coisa.