Recentemente saiu em revistas e na internet que o Celta a partir de 2008 tem um problema de vazamento pela bomba d’água, que passou a ser feita a base de plástico nesse ano. Tendo um deste, que baixava 1cm do nível do reservatório do radiador quase toda semana, achei que fosse normal. Fato esse confirmado e também considerado normal por vários membros do Celta Clube.

Pois bem, voltando de São Paulo (quando cobri a Indy), notei que a temperatura do motor estava um pouco acima do normal, pouco tempo depois que o liguei. Imediatamente encostei vi que o reservatório estava vazio. Justo ele, que foi completado dois dias antes. Por sorte, um senhor de uma lanchonete providenciou uma garrafa d’água e foram mais de 3 litros até chegar no nível. Ao olhar por baixo do carro, vi que vazava água do lado esquerdo do motor, logo embaixo da polia. Era a bendita bomba d’água.

Comprei duas garrafas d’água e segui viagem, parando sempre que pudesse e completando o nível. Chegando em casa, pesquisei sobre o assunto e vi que este problema ocorre com praticamente todos os Chevrolet com motores família I e II, ou seja, com exceção do Chevette e Opala 2.5, todos os Chevrolet 4 cilindros a gasolina e álcool de 1982 até hoje.

Como o problema ocorre

A causa principal de problemas com bomba d’água é a falta de aditivo no sistema e o uso de água não desmineralizada no mesmo. Foi o meu caso. O uso de água comum (mineral ou ‘da torneira’) provoca corrosão do sistema de arrefecimento, podendo até dissolver parte da junta do bloco e invadir a câmara de combustão, como podemos ver no vídeo abaixo:

Além de proteger o motor contra corrosão, o aditivo aumenta o ponto de ebulição da água, evita o congelamento da mesma e também lubrifica a bomba d’água e todo o sistema de arrefecimento.

No caso da bomba d’água do Celta (e de todos os motores Família I e II da GM), ela é dividida em duas partes, como podemos ver na figura abaixo (feita com a bomba antiga)

Entre a parte onde circula água e a que possui óleo, há um retentor de borracha que resseca e estoura, fazendo com que a água invada a outra parte e se misture com a graxa/lubrificante do rolamento da polia, podendo dissolvê-lo e causar um travamento do mesmo. Para isso existe dois furos chamados (pelos mecânicos que conversei) de “janela para diagnóstico”, uma forma de detectar mais facilmente onde é problema, já que o mesmo fica manchado com a cor da água.

detalhe por onde vazava a água

O proprietário perceberá uma poça d’água embaixo do carro e o nível baixando com rapidez. Consultando o manual de reparações, encontrei a informação que em mais de 90% dos casos de vazamento em garantia, este era solucionado com a troca do “anel vedador da bomba d’água”. Um anelzinho de borracha que só encontrei na concessionária, a R$20. Porém na maioria dos casos em Celtas mais rodados, o vazamento é na bomba d’água.

O vazamento é causado “somente” pelas novas bombas terem o corpo de plástico? Creio que não. É um problema que acontece mesmo com as bombas de ferro, conforme pude ver em fóruns de outros modelos, como o Monza e Vectra.

“Corsa e Celta: Todos exceto VHC” mas que é a mesma coisa. Han?

Não é barro. É o tanto de água com ferrugem que vazou!

Achei que nunca encontraria a peça certa. A recomendação geral era de que eu procurasse uma que fosse toda em ferro, porém este foi o menor de meus problemas: Existem duas bombas, uma para Corsa e Celta 1.0, 1.4 e 1.6 e outra pros 1.0 VHC e 1.4 Econoflex. Todas as bombas que os vendedores diziam ser pro VHC, na verdade, não eram. Isso causou algumas discussões, que apesar de estar na embalagem “exceto VHC”, os vendedores diziam servir direitinho e que até hoje não tiveram uma devolução sequer. Não acreditei, afinal, se havia dois códigos diferentes e a indicação “exceto VHC”, alguma coisa devia ter de diferente para que ela não funcionasse.

Mas não encontrei nenhuma pro VHC que fosse inteiramente de ferro, nem na concessionária. Acabei comprando uma das “exceto VHC” em ferro para arriscar e comparando com a que estava no carro (original de fábrica), tanto o visual quanto as medidas conferiam.

Fica aí a dica: Caso não encontre uma pro VHC, pode usar a que “não serve”. Além de ser muito mais fácil de ser encontrada, é bem mais barata. Caso vá trocar a sua, aproveite também para substituir a correia dentada e verificar o estado dos tensores e demais rolamentos. Não vai custar nada a mais de mão de obra e lhe dará tranquilidade adicional para rodar com seu veículo.

E por favor, não ignore o uso de aditivo e água desmineralizada (é encontrada em químicas e farmácias de manipulação, a R$2 o litro em média) pois a desatenção a este detalhe pode custar caro!

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz

Comentários

  1. Rafael disse:

    Breve análise sobre o problema da bomba d'água de plástico dos motores GM (que também ataca os Fiat 1.8 8v) http://bit.ly/mfnOd2

  2. Adriano Carvalho disse:

    A água desmineralizada citada seria a mesma água destilada, certo?

  3. Ailton Oliveria (MARBAHIA -auto center GM) disse:

    Esse dizer “exceto VHC” é por uma pequena razão, os parafusos não casam com a bomba no giro correto, no lugar que ela devia ficar, para dar melhor tensionamento a correira dentada, se seguirmos a marcação da bomba que estava no corsa VHC a correia fica fora do lugar, sem nenhum problema para o funcionamento, porém fica fora.

    COMO RESOLVER?

    Uma pequena dica é esmerilhar um pouco a carcaça da bomba para o parafuso do lado esquerdo passar e ser fixado, OBS; SÓ UM PARAFUSO NÃO PASSA PELA CARCAÇA.

    SÓ POR CAUSA DESSA ANGULAÇÃO QUE OS VHC TEM, QUE MUITOS DIZEM QUE A BOMBA não serve, faça esse pequeno esmerilhamento, ou serre com uma groza/lima até dar condições do parafuso entrar, AI A BOMBA VIRA VHC na hora.

    Só esse detalhe modifica uma bomba da outra, a original vhc, já vem com esse rasgo.

  4. Ailton Oliveria (MARBAHIA -auto center GM) disse:

    Para concluir o meu comentario acima, observe na foto o pequeno rasgo na testa da flange da bomba.

    esse fasgo diferencia uma bomba mpfi e vhc, nada mais.

    1. Carlos Dutra disse:

      Olá meu amigo, sou proprietário de um celta 2008 1.0 flex, não sei se o motor é VHC, vou olhar no manual. Estou com problemas na bomba de agua, já foi trocado duas vezes, a princípio até pensei que podia ser a qualidade da bomba que foi substituída. Vi o preço de marcas a Nakata e a urba.

  5. Ailton Oliveria (MARBAHIA -auto center GM) disse:

    Não uso nenhum aditivo, isso é um engodo dos fabricantes, usem água mineral, ela não contém cloro, sulfato de aluminio, fluor, nem cal vigem, como a água fornecida nas casas do Brasil.
    Esses produtos contidos na água da EMBASA Ou outra cia estadual. esses produtos na agua da torneira quem danificam as bombas, mangueiras, radiadores,.
    Aditivo é uma grande mentira industrial, um carro aditivado vai ter mais problema que um com água mineral.(TEM QUE SER ÁGUA MINERAL ORIGINAL, BOA, NÃO AS ENGARRAFADAS NAS GARAGENS POR AI AFORA.

    1. Edson disse:

      Amigo Ailton, e necessario e recomendado o uso de aditivo sim! Pois o aditivo faz o seu trabalho de lubrificar principalmente a bomba dagua, aumenta e ponto ebulição e evita o congelamento, pois se a agua congelar, vc pode perder o bloco do motor( vai trincar)!! Nao estou falando q e errado o uso de agua, mas sim agua com aditivo na proporçao correta!!

  6. Dionizio Gonçalves disse:

    A Bomba dáqua de todos os Corsas/Celtas são a mesma, a diferença do MPFI para Econoflex ou VHC é uma passsagem que exixte para o parafuso, se não encontrar uma original VHC, basta serrar um pouco a flange da bomba para poder parafusar no mesmo lugar da antiga.

  7. André Martins de Oliveira disse:

    Como trocar o carte do corsa 99
    comprei esse carro e o motor não tem uma gota de oleo
    Eu quero tirar o carte para limpar e por oleo novo.

  8. A diferença entre a bomba do VHC e do antigo “Exeto VHC” é a altura de sua flange sendo de 27,5mm para o antigo e 25,5mm a do VHC.

  9. Niomar disse:

    Buenas amigo, aconteceu o mesmo comigo esta semana, possuo um Celta 06/07, cheguei em casa e logo havia uma poça d’agua embaixo do carro, levei na oficina e me saiu 235 dinheiros o concerto, 135 a bomba e 100 de mão de obra, acredito ter pago um pouco acima do normal não? Ah a bomba é uma URBA – exceto VHC, também. Agora é esperar e ver no que dá. Abraço

  10. moises r gama disse:

    esta bomba serve no clasic 2008 ela è origtnal da gm

  11. ALEX BARBOZA disse:

    Solicito a quem possa me ajudar, informando qual a temperatura de trabalho, em dias quente, do vectra 1995, pois o meu, neste dias de muito calor chega aproximadamente a 97 guas, marcado no painel, sem uso do A/C.
    Abraços.

    1. Rafael Moreira - Autozine disse:

      ALEX BARBOZA » Meu pai possui um Vectra 95 aqui em casa e teve o mesmo problema, porém com o A/C ligado. Facilmente chegava aos 100ºC. A solução foi a instalação da válvula termostática (o antigo dono a removeu). Desde então, fica entre 92º~93ºC, no máximo. Boa sorte!

  12. Rogério disse:

    Gostaria de ajuda..
    Meu corsa 1,0 esta com uma variação muito grande de temperatura, no transito chega facilmente aos 100º, mas assim que começa a andar resfria rapidamente, o radiador foi trocado a não muito tempo, já mandei trocar a válvula termostática, e o sensor de temperatura, e adicionei aditivo na proposção correta, mas o problema continua, se alguém puder me diga oque pode ser.
    Grato.

    1. Tales Augusto disse:

      tenho um classic 1.6 2003 tenho o msm problema, e pior se usar o ar condicionado a temperatura dispara e nao desce ate eu desligar ou mantiver o carro um ritmo leve. tbm tenho um vazamento de agua logo abaixo da injeçao. nao sei mais oq fazer, acho q possa ser vazamento na bomba da agua mas sinceramente nao sei.

    2. Alvea disse:

      È comum essa alta temperatura em torno de 100º na linha Corsa, segundo doutores no assunto é normal, entretanto nao me dei por convencido e satisfeito e instalei um “Kit Verão usado” geralmente no Tempra (cebolão 97º) , mantendo a temperatura de minha pick-up Corsa sempre entre 97º e 92º mesmo com ar ligado, seu consumo e ou funcionamento não se alterou e estou muito satisfeito com resultado.

  13. Rogério disse:

    Poxa!…tiraram minha postagem?

  14. Rogério disse:

    Poxa!…Por que tiraram minha postagem?

    1. Rogério » não tiramos, todos os comentários passam por aprovação e eu ainda não tinha aprovado os que estavam na fila.

      1. Rogério disse:

        Ah sim…Desculpe Danilo

  15. carlos disse:

    pessoal ,oque ainda não postaram,sobre as diferenças entre as bombas,é o mais importante!
    Reparem que as dos corsas mais antigos as bombas possuem 12 aletas,e dos mais novos como corsa novo e montana,possuem 8 aletas,sendo que com 8 aletas, a circulação de agua é maior.