Há tempos não se fala tanto no Exército Brasileiro quanto nas últimas semanas principalmente depois do trágico terremoto que praticamente destruiu o Haiti.

Com um efetivo de 287.000 soldados na ativa e outros 1.115.000 na reserva, é nosso exército é dividido em 7 comandos militares e 12 regiões militares:

  1. Comando militar do leste – com base no Rio de Janeiro (1ª e 4ª Regiões Militares)
  2. Comando militar do sudeste – com base em São Paulo (2ª Região Militar)
  3. Comando militar do sul – com base em Porto Alegre (3ª e 5ª Regiões Militares)
  4. Comando militar do nordeste – com base em Recife (6ª, 7ª e 10ª Regiões Militares)
  5. Comando militar do oeste – com base em Campo Grande (9ª Região Militar)
  6. Comando militar do planalto – com base em Brasília (11ª Região Militar)
  7. Comando militar do norte – com base em Manaus ( 12ª Região Militar)

A última guerra em que o Brasil participou foi da 2ª Guerra Mundial quando os soldados da FEB foram enviados para a Itália. Desde então, o Brasil tem tomado parte em diversas forças de paz da ONU em lugares como Egito, Angola, Timor Leste e, hoje em dia, o Haiti.

Entre alguns dos carros de combate usados pelo Exército estão:

O Cascavel

EE-9 Cascavél

Veículo blindado de reconhecimento, possui uma tripulação de 3 pessoas (comandante, atirador e motorista). Com uma tração de 6 x 6, o Cascavel foi criado e produzido aqui no Brasil, tem como curiosidade o fato de ter o maior número possível de peças comercializadas no mercado comum de auto-peças. Assim a aquisição de novas peças para manutenção fica mais fácil.
Possui um motor Mercedes Benz Diesel de212 cavalos de força com uma autonomia de 880 quilômetros e pode chegar a 100 Km/h.

O Urutu

EE-11 Urutu

Com muitas peças em comum com o Cascável (Ambos são sucesso de exportação da indústria bélica nacional) o Urutu é, no entanto, ao contrário do 1º, um veículo de transporte de tropas podendo levar até 14 soldados (incluindo o comandante e o motorista).

Também com tração 6 x 6, utiliza motores Mercedes-Benz diesel nacional de 260cv ou Detroit Diesel nacional V-6 de 190cv, com uma autonomia de 750 quilômetros e uma velocidade máxima de 100 km/h.

Tanto o Urutu quanto seu irmão menor, o Cascavel, são sucesso de exportação e possuem uma incrível credibilidade no mercado bélico internacional.

M-113

M-113

Criado e produzido pelos Estados Unidos o M-113 é também um veículo de transporte de tropas blindado. Diferente dos seu primos nacionais, possui uma tração por esteira sob 5 rodas base, uma roda guia e uma engrenagem de propulsão.

Com um motor Detroit 6 cilindros diesel com 275 CV (104 kW) de potência possui uma autonomia de 480 quilômetros e uma velocidade máxima de 66 km/h

M-109

M-109 Howitzer

Desenvolvido pelos Estados Unidos, o M-109 Howitzer é um obuseiro de auto-propulsão. Com um canhão de 155 mm seu poder de fogo pode chegar a uma distância de 36 quilômetros ( a depender do tipo de obus utilizado). Com um sistema de localização a base de giroscópio ( que não depende de satélites como o GPS) o M-109 é a mais moderna peça de artilharia do Exército Brasileiro.

É necessária uma equipe de 8 soldados para operá-lo.

Usando um motor a diesel de 450 cavalos de força, possui uma autonomia de 350 quilômetros e uma velocidade máxima de 56km/h.

Uma curiosidade, este aí da foto acima, sou eu que está pilotando, ou seja, não se meta comigo!

Fontes: 1,2,3,4,5,6 e 7

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz

Comentários

  1. Marcus Vinicius\\\' disse:

    Bacana, tomara que o Brasil nunca precise usar essas armas contra ninguém, PAZ NO MUNDO…

  2. Os veículos de combate do exército brasileiro http://bit.ly/ayhWqs

  3. Caio Lausi disse:

    RT @Autozine: Conhecem os veículos de combate do Exército Brasileiro? http://tinyurl.com/yl37uap // FODA!

  4. RT @Autozine: Conhecem os veículos de combate do Exército Brasileiro? http://tinyurl.com/yl37uap tem até o @robertocamarajr

  5. […] This post was mentioned on Twitter by Roberto Camara, Caio Lausi and Autozine , Divulga! Web! ①②③. Divulga! Web! ①②③ said: Os veículos de combate do exército brasileiro http://bit.ly/ayhWqs […]

  6. Caio Martins disse:

    ums boa observaçao, o urutu e o m113 são anfibios, antam na agua e na terra. e tambem seria legal se voce citasse o astros lançador de misseis ,que foi fabricado aqui no brasil e esta em uso pelo brasil tambem, tambem tem os tanques da serie leopard que estes foram importado

    grato!

    1. Fernando disse:

      Vamo lá, só no cms, que eu me lembre, temos:
      M113
      M60
      Leopard1 A3
      Leopard1 A5 (novos)
      Cascavel
      Urutu
      Shermann (Sim, ainda temos alguns)

      Tem os Marruá com mtr .50 montada, nos pel c mec e os land rover e toyota de pel radio.

      O CML tem ainda o Astros II e umas relíquias da extinta bernardini (Tamoio e Osorio, este último o CML tem 1 e o CMSE tem 1, no 13 RCMec)

      Isso é um pouco do que eu lembro. Mas tenho certeza de que tem mais coisa jogada por aí. Ainda tem a Av Ex, que voa com Esquilo, Pantera e Cougar, da aerospatiale, e o Black Hawk, da Sikorsky.

      Uma olhada no catálogo da Jane’s ajuda.

      Abraço e parabéns pelo post

  7. Excelente observação Caio.
    Os veículos de combate do EB não se resumem – graças a Google! – a somente estes, é claro.
    Quem sabe não me inspiro e escrevo uma segunda, terceira, quarta parte para este post?
    Tudo depende da resposta dos leitores, como você.
    Valeu mesmo a visita e o comentário.
    Abraços,

    1. Amós Rodrigo alves gomes disse:

      estou montando um diograma da segunda guerra mundial, e gostaria de saber os veículos utilizados pelo exercito brasileiro

  8. Alexandre disse:

    Muito bacana o post Roberto, parabéns. Eu acho que a maioria das pessoas subestima a importância das nossas forças armadas. É nos tornando mais fortes e preparados que nos tornamos capazes de manter a paz, e não deixando nossas armas de lado como muitos pensam. É graças aos militares que nosso país não caiu num golpe e não se transformou numa Cuba ou China como esses imbecis que estão atualmente no poder queriam. Acabaram chegando ao poder por outros meios. Precisamos, como Nação, desenvolver nossas próprias tecnologias além de ter acesso às que já existem. Fazemos aviões comerciais que estão entre os melhores do mundo, mas e a aviação militar? O que nos impede de nos tornarmos uma potência verdadeiramente? Interesses, que certamente não são os nossos, brasileiros.

    1. cesar disse:

      Muito bom alexandre. Acho que depois da ditadura militar nosso militarismo ficou com a estigma de coisa ruim pela população, mas acredito que aos poucos estamos mudando nossa visão do exercito e até mesmo eles estão entendendo esse novo papel e se tornando uma peça fundamental na defesa da nossa soberania, do território e dos nossos recursos, assim como da nossa democracia.

  9. sera que um desse não poderia ser usado para acabar com os inimigo do povo brasileiro que infestão a politica e as favelas ??

  10. Rexona Men disse:

    RT @Autozine: Conhecem os veículos de combate do Exército Brasileiro? http://tinyurl.com/yl37uap tem até o @robertocamarajr no comando de um Tanque!

  11. Os veículos de combate do Exército Brasileiro | http://goo.gl/dHXy Autozine

  12. Laf disse:

    Revendo o M-113 me levou à 1975 ano que prestei o srviço militar. Foi no 20º BIB (Batalhão de Infantaria Blindado), em Curitiba. Tive oportunidade de andar dentro de um desses e realmente é muito legal. Bom tambem são os exercicios, onde o militar aprende a saltar do mesmo em movimento, uma vez que a porta é trazeira. O M-113 sobe rampa de 45º.Bons tempos. Visite o site: http://www.20bib.eb.mil.br

  13. marcos tavares disse:

    parebens ao exercito basileiro por instruir com muita dicplina seu soldsdos tenho ogulho de um dia ter pertencido ao glorioso exxercito brasileiro. brasil acima de tudo

  14. Augusto Du Arte disse:

    Se existe algo que nunca entenderei é o porque do povo e seus cidadãos Brasileiros sempre preferirem menosprezar o que seu País oferece. O Brasil tem um grande potencial, o que ele não tem é um Povo.

  15. sidnei disse:

    Ola,
    Nosso pais grande e cheio de riquezas,mas pobre em defesa. A falta de investimento e atenção as nossas armas nos deixam em desvantagens, salvo nossos homens que tem mais garra que equipamento. Pena que o governo haja desta forma,quando deveriamos desenvolver e crescer nossa maior proteção, estamos adquirindo equipamentos, os quais ja defasados e de tecnologia mundialmente conhecida–alvo facil ! É visto que grandes potencias só cresceram devido ao investimento militar,garantindo soberania e respeito.
    Como patriota ja me senti envergonhado ao ver nossos jovens ridicularizando e sem crença nenhuma! Quando deveria ser ao contrario… O novo (guarani) ja é um passo, mas a verdade é que na paz deve-se se estabelecer a defesa.Não deixar para cozinhar a bota na hora da fome.
    Temos total capacidade para desenvolver, basta ter capacidade governamental para isso.
    abraço a todos, parabens pelo espaço.

  16. Diogo victor schneider disse:

    ESSES CARROS SÂO DEMAIS E MUITO LINDO?????????????;;;

  17. Diogo victor schneider disse:

    O CASCAVEL È UM MONSTRO