Você pode não gostar de carros antigos, mas há de convir que são especiais: Carregam um design muitas vezes atemporal e elegante ou então características e tecnologias bem peculiares. Há sempre uma história interessante por trás de um carro antigo, pessoas, situações…

Acho que o mais legal em ter um carro antigo é saber que você está com um carro raro, com história, um carro que dependendo tem a ver com seu passado, o passado de seus pais, avós, tios. Carros que fizeram história, e você está ajudando a preservá-la. É como um álbum de fotos bem antigo, como aquela revista antiga que você achou perdida num canto de sua casa. Tudo isso gira em torno de quê? Memórias.

O hoje depende do que fizemos no passado, e o que fazemos hoje nos levará ao futuro. Isso é óbvio e muito simples de entender, mas parece que muita gente não se dá conta disso. Prova são os museus de automóveis que estão aos poucos acabando, como o de Museu Nacional do Automóvel e o da ULBRA que serão explicados mais adiante.

Os colecionadores possuem um papel muito importante na sociedade, sequer preciso entrar em detalhes. Mas no caso de carros, principalmente no que se refere a restauração, é um caminho tortuoso, que só a paixão pode explicar. Paixão materialista, alguns podem dizer. Mas o automóvel antigo nos remete a lembranças, pessoas, todo um passado, e sentimentos não são materiais. Estive me perguntando por que os fabricantes não fornecem ajuda aos restauradores, um simples manual de reparação ou de funilaria já adiantaria muito a vida de muitos antigomobilistas e restauradores.

Pelo que pesquisei, nenhum fabricante local possui um museu próprio, aberto a visitação, a GM chegou a apresentar um projeto do gênero mas este foi para a gaveta e os carros, vendidos. Normalmente as marcas daqui tem alguns modelos guardados dentro de galpões que vez ou outra saem numa ocasião especial ou encontro, mas nada aberto ao público, nada muito divulgado. Ao que parece, somente a Volkswagen divulga (e mesmo assim não muito) que possui diversos modelos em seu poder, aqui no país. Não vou comentar do exterior, em que todas as marcas possuem grandes museus, mas sim do Brasil que parece não dar muita importância ao que tem aqui.

Mas algo que deve servir de exemplo para outras marcas é o Mercedes-Benz Classic Center, que é um centro de serviços de restauração da própria marca. Não vou entrar em detalhes, apenas vejam o vídeo e o nível de trabalho deles:

Além de restaurar carros para uso da própria Mercedes, o Classic Center também atende colecionadores e proprietários de veículos antigos da marca. As vantagens são inúmeras, como o uso de maquinário e técnicas da fábrica, amplo acesso a peças e também a manuais de reparo e “gabarito” para reparação na carroceria. É como levar o carro para ele ser fabricado de novo, na própria fábrica da marca.

Claro que isso por aqui é próximo do impossível, mas até quando veremos museus sendo fechados e sem o apoio de nenhum departamento do estado? Montadoras com um acervo que não é divulgado e nem aberto para a visitação? Nem tudo está perdido, já que um grupo de empresários arrematou vários carros da Ulbra (link no fim do artigo). Carro também é cultura, envolve engenharia , design, eletrônica e história. De “apaixonados por carro”, pelo visto, somos poucos por aqui.Por mais que conhecemos muita gente entusiasta como nós, na prática estamos quase em extinção, por uma sociedade que vê o carro como um celular, um computador: Um mero objeto de consumo.

Caso queira saber mais sobre alguns acontecimentos citados neste artigo, sugiro a leitura:

Um museu em perigo (sobre o Museu Nacional do Automóvel)

O ocaso da Ulbra

O que sobrou do museu de Caçapava

A esperança sobre uma nova “Ulbra”

As fotos eu peguei emprestado deste post do Flávio Gomes.

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz

Comentários

  1. Divulga! Web! disse:

    As marcas devem preservar sua memória? http://t.co/0N5yOn9f

  2. Roberto D B disse:

    RT @autozine: As montadoras nacionais devem preservar sua memória? http://t.co/5xQAFmGI

    1. DEVEM PRESERVAR A VW BRASÍLIA, VARIANT II, PASSAT POINTER, PASSAT TS, PASSAT LS, KOMBI E O SP.

  3. Airis Brasil disse:

    O @autozine pergunta: As montadoras nacionais devem preservar sua memória? http://t.co/FAC3WgDM

  4. Carros Usados BH disse:

    Carros Usados BH sempre serão preservados na memória de todos os cidadãos mais velhos, já os novos nem tanto por não terem vivido na época desses clássicos!