Honda FCX Clarity, entenda porque este já é o carro do século

15
590

Em junho passado o Danilo falou aqui rapidamente sobre o FCX Clarity, um carro que a Honda pretendia lançar em breve, e que usava célula de combustível, no caso hidrogênio, para gerar a energia elétrica necessária para seus propulsores elétricos. Bem, o que há de tão fantástico neste carro? Simples, a “pegada” ecológica dele é a menor que existe em qualquer carro a venda, mesmo em relação aos elétricos atuais, e ele independe completamente de combustíveis fósseis, ou de energia elétrica externa.

FCX, a célula de combustível da Honda

Veja, atualmente temos dois tipos carros elétricos, um são os puramente elétricos como o Tesla, que tem um cluster de 6831 baterias semelhantes às de notebook para armazenas energia suficiente para rodar por 350Km e precisa ser carregado ‘na tomada’ por cerca de 13 horas, ou em um equipamento especial que pode ser adquirido do fabricante e é capaz de recarregar o carro em 3,5 horas. Ou seja, faz-se necessário o uso de uma fonte externa de energia elétrica, que principalmente em países de primeiro mundo é gerada principalmente por usinas nucleares.

O outro tipo de carro elétrico é o híbrido, categoria em que se encaixa o mais famoso deles, o Prius. Neste caso, o carro tem dois tipos de propulsores, os elétricos e o que funciona a gasolina. Neste caso, a geração de energia vem de duas formas, uma é a através da conversão direta de energia do motor, que também propele as rodas, bem como do uso de energia cinética gerada nas freadas, o que se batizou de “freada regenerativa”. Ou seja, neste caso utiliza-se a gasolina tanto para gerar energia, quanto para fazer o carro rodar.

Já nos carros que funcionam com célula de energia, como o Honda FXC Clarity, utiliza-se uma célula de combustível alimentada por hidrogênio que consegue manter a carga das baterias do carro com, que  força suficiente para que não se perca potência, fazendo com que o carro seja propelido 100% do tempo pelos motores elétricos. E o pulo do gato, o resultado da reação química que transforma o hidrogênio em energia é H2O, a nossa muito mais que popular água.

O FCX Clarity é impulsionado por uma célula de 57 litros, capaz de produzir 100Kw, o equivalente a 134hp e tem autonomia de 450Km, e quando o hidrogênio acabar, é só encostar em um posto e completar o tanque, de forma bem parecida com o que fazemos aqui com gás natural. Ele alcança velocidade máxima de 160km/h, muito mais que suficiente para um carro de família, e vai de 0 a 100 em menos de 10s.

Outra vantagem, a redução brutal na quantidade de partes móveis, já que apenas os motores elétricos são necessários para transmissão de força para as rodas, tende a reduzir bastante o custo de manutenção

Por enquanto o carro só está disponível na Califórnia, e está sendo entregue para um grupo muito reduzido de pessoas na forma de leasing ao custo de US$ 600 por mês, por um período de 36 meses. Pelo que eu pude apurar não é ‘lease to own’ (leasing com opção de compra), mas o simples aluguel.

O gargalo ainda está na produção do hidrogênio puro. Sim, hidrogênio é aquele gás que compõe 78% de nossa atmosfera o elemento químico responsável por 75% da massa do universo, o problema ainda é separá-los dos outros elementos químicos aos quais está normalmente ligado. A Honda afirma ter condição de produzir em massa carros elétricos com células de hidrogênio a partir de 2018, esperemos que até lá alguém já tenha conseguido descobrir esta nova ‘roda’ 😉

Não é lá nenhuma 'flor de formosura', mas não chega a ser feio...

Abaixo o vídeo do teste do carro no Top Gear da semana passada.

Mais informações: Site Honda e Wikipedia

15 COMENTÁRIOS

  1. O gás que constitue 78% da atmosfera é o nitrogênio, e não o hidrogênio.

    O gás de hidrogênio é muito raro na atmosfera da Terra devido ao seu peso leve, o que o possibilita escapar da gravidade da Terra mais facilmente que gases mais pesados. Entretanto, o hidrogênio (na forma combinada quimicamente) é o terceiro elemento mais abundante na superfície da Terra. A maior parte do hidrogênio da Terra está na forma de compostos químicos tais como hidrocarbonetos e água.

    O gás hidrogênio é produzido por processos químicos, mas que ainda não são economicamente viáveis para ele se tornar um combustível de veículos.

    • Christian,

      de fato eu me equivoquei durante a pesquisa, e estava equivocado na questão de onde localizar o hidrogênio, foi corrigida a postagem.

      De fato a produção do gás é gargalo, mas partindo do princípio que a necessidade é a mãe da criatividade, pode ser que saber que uma fábrica já colocou um carro que usa este combustível nas ruas, e está se aprontando para produzí-lo em larga escala, incentive ainda mais a pesquisa e desenvolvimento de métodos economicamente viáveis na separação do hidrogênio…

  2. Eu vi o teste do Top Gear, realmente o carro é incrível. Como o programa disse, é o carro que vai salvar o futuro, tanto por usar um combustível que, apesar da dificuldade de se produzir, é abundante na face da Terra, quanto por manter o sistema de abastecimento que estamos acostumados hoje, o de ir num posto e encher o carro.

    Aproveito pra parabenizar o blog. Já sou assinante dos feeds tem um bom tempo, mas nunca disse isso por aqui. Além de compartilhar o gosto por carros, é interessante ver que muita gente aqui acompanha o Top Gear. Nem preciso dizer nada sobre, o seu post comentando o programa já resume bem. E além disso, ficar sabendo das notícias automobilísticas lá fora e aqui no Brasil é sempre muito bom pros apaixonados por carro. Hehehe
    Enfim, é isso.

    Abraços!

  3. Mto legal esse carro… porem existe um erro na reportagem…o gas q compoe 78% da nossa atmosfera é o nitrogenio, e não o hidrogenio como dito.. Receio q o hidrogenio não esteja disponivel em tanta abudancia como dito, sendo q geralmente ele eh obtido atraves da hidrolise(quebra da molecula da agua), e pra isso é necessario ENGERGIA ELETRICA!!

    • SigrA,

      de fato eu me equivoquei durante a pesquisa, e estava equivocado na questão de onde localizar o hidrogênio, foi corrigida a postagem.

      Quanto à segunda parte do seu comentário, de fato a produção de hidrogênio é um gargalo a ser vencido. E quem conseguir um processo simples e barato para fazê-lo vai ser o dono do mundo já na segunda metade deste milênio século;)

  4. Bacana o carro, mas o problema do hidrogênio é que ainda se gasta muita energia para produzi-lo, então no fim das contas gasta-se muito combustível fóssil para produzir o hidrogênio, acho que essa é a principal causa do combustivel ainda não ter sido mais amplamente usado.

  5. Isso eh verdade knuttz… seria digno de um premio nobel tranquilamente. Porem partindo do principio q para a quebra da agua seja necessario energia eletrica(hidrolise), e o processo utilizado no carro seria o contrario da hidrolise, dificilmente eles vao obter o hidrogenio atraves da quebra da agua, e os hidrocarbonetos mais abundantes no planeta são: petroleo, carvão mineral, gas natural, combustiveis jah conhecidos. Tomara q alguem realmente descubra uma forma de geração de energia menos prejudicial ao planeta, nosso futuro depende disso.
    Parabens pelo conteudo Knuttz!!

  6. É muito dificil e caro separar o hidrogenio e a energia usada é elétrica, ou seja, da na mesma de um carro elétrico e sai mais caro…
    Carro a hidrogenio é burrice, a boa é elétrico, eu compraria um tesla…

      • Sem querer questionar a inteligencia ( ou a falta de ) faço apenas uma humilde sugestão: procurem e assistam um filme chamado “QUEM MATOU O CARRO ELÉTRICO”.

        Vão ver que a questão é mais POLÍTICA do que tecnológica ou intelectual…

  7. Olá Knuttz,

    Fazem uns 7 anos que estou trabalhando com o desenvolvimento de novas membranas para céuluas a combustível, e gostei muito da sua abordagem no artigo aqui apresentado.
    Embora já tenha sido desenvolvido o GM HyWire, naquela geração a autonomia era muito baixa. Com esse projeto da costa oeste dos EUA e Canadá, espera-se avaliar diversos modelos de carros que utilizam as células a combustível com hidrogênio gasoso.
    É certo que para produzir hidrogênio se gasta mais energia (elétrica) na hidólise do que é produzido na recombinação através da célula a combustível. Entretanto, é possível utilizar a captação solar com células fotovoltaicas para gerar energia para ser usada na hidólise diretamente nos postos de abastecimento. Essa é uma das alternativas desse mesmo projeto referido acima.
    No caso do Brasil, temos a possibilidade de utilizar o etanol e convertê-lo em hidrogênio gasoso através de um processo chamado reforma, que nada mais é do que a separação do hidrogênio contido no álcool. Isso para usar a mesma tecnologia de célula a combustível com hidrogênio gasoso. Há, ainda, a possibilidade de se utilizar o etanol líquido diretamente na célula a combustível, mas isso demanda investimentos em pesquisa e desenvolvimento, principalmente por parte do Governo Brasileiro, porque nos países desenvolvido a pesquisa é realizada tendo em conta o metanol.
    Realmente acredito que essa é uma tecnolgia que deverá ser implementada no futuro, só espero que não tão distante!
    Abraço,
    Fabrício

  8. Além da questão da produção do hidrogênio, quase tão importante são o armazenamento e abastecimento com segurança. O hidrogênio em estado gasoso, ou seja, em temperatura ambiente, é extremamente perigoso, já que o simples contato com o oxigênio da atmosfera provoca a combustão. Pelo que eu tenho lido, ainda não se desenvolveu uma tecnologia segura o bastante para ser disponibilizada nos postos de gasolina.

  9. Esse carro realmente é incrível!!! Tanto é que foi o Carro Verde de Nova York de 2009!!! ParabénsEu não sei se é verdade, mas parece que encontraram uma flor que produz hidrogênio… Tomara que seja verdade!!! Assim fica mais facil. Se alguém também viu isso, por favor me fale!!!

  10. Pergunto a todos!!! Qual seria a inteligencia em montar/ ou manter a atual estrutura existente no mundo, dependente de fabricantes e fornecedores de hidrogenio, gasolina ou alcool, se na tecnologia eletrica o usuario teria total autonomia para gerar e abastecer suas maquinas e equipamentos!!??
    Eu mesmo mantenhos geradores eolicos e solares em minha chacara!! Só o que preciso é de automóveis, e novas tecnologias de armazenamento para utilizar de modo mais eficiente essa energia disponivel a todos!!!

RESPONDER

Comente aqui
Por favor, digite seu nome aqui