17
jul
13

Avaliação – JAC J2. Barato e divertido.

Postado em Avaliação por Danilo Ferreira - Comments

Testamos o J2, o micro carro da JAC por 1 semana, e aqui vão nossas impressões.

Pensa num carro pequeno por fora, mas com um tamanho inesperado por dentro. Agora adicione um motor maior do que o necessário. Pronto, é o J2. Dono de uma agilidade incomum na faixa de preço o J2 é o produto mais atraente da marca chinesa. Custando a partir deR$ 31.990, já vem completo com trio elétrico, ar condicionado, direção hidráulica, sensor de estacionamento (exagero em um carro com 3 metros e meio), airbag duplo e freios ABS com EBD (EBD é distribuição eletrônica de frenagem), rádio com CD e MP3, alarme, travamento automático de portas e volante com regulagem de altura.

Clique aqui para ler mais

Os opcionais (fora a pintura metálica), são todos instalados na revenda, como bancos em couro, adesivos para personalização e rodas diferentes.

O interior, especialmente o painel, é um show a parte, como pode ser visto nas fotos abaixo. O painel se move junto com a regulagem do volante, e tem um visual único – pena que o conta giros é minúsculo, mas acaba-se acostumando. Falta um marcador de temperatura, substituido por 2 luzes espia, uma azul para motor frio e outra vermelha para quente.

Abaixo, foto do diminuto velocímetro. Bonitinho, mas difícil de enxergar.

O painel central, com acabamento imitando fibra de carbono. é muito bonito, porém faltam saidas de ar condicionado no centro, existe só uma, que joga o ar mais pra cima do que para os passageiros. Isso é um pouco compensado pela potência do a/c, que, como em todo JAC, é absurdamente forte.

Outro probleminha ergonômico é são os comandos dos vidros elétricos, todos no console central ao invés das portas. Pelo menos os 4 são elétricos!

É… tive que tirar fotos de um modelo na revenda… o carro testado era branco, que foi devidamente encardido pela poeira de São Paulo e acabei sem tempo de lavar para fazer as fotos…

Agora a melhor parte desse carrinho, o desempenho. A marca promete números otimistas – 0 a 100 em 9,8s e máxima de 187 km/h. A aceleração é realmente rápida, embora a 2a podia ser um pouco mais longa para atingir os 100km/h sem ter que chegar na 3a. A máxima aferida foi de 186km/h, bem próximo do prometido pela marca.

E o comportamento nas curvas do carrinho é delicioso – com volante bem macio, deixa o carro facílimo de guiar na cidade por conta do tamanho, e em curvas de alta, o carro tem um comportamento previsível – desgarra de maneira bem controlável, dá pra saber onde o carro vai terminar a curva, e garantindo a diversão.  Seria melhor ainda se ele ganhasse pneus mais largos (vem equipado com pneus aro 14 e largura 175) e com borracha de melhor qualidade – seria um absurdo nas curvas. Tanto que o carro foi testado pelo pessoal da FullPower em Interlagos, e foi quase 1 segundo mais rápido que o Golf Black Edition!  (clique aqui para ver o vídeo)

Esse desempenho é garantido pelo baixo peso do veículo (915kg) aliado ao bom motor 1.4 (na verdade 1.33) da Jac, o mesmo que equipa o J3, e que entrega 108 cavalos, e tem comando de válvulas variável, fala muito bem em alta rotação. Mas ele fala alto… o nível de ruido, divertido na tocada esportiva, incomoda em longas viagens.

O bom tamanho do interior cobra seu preço – o porta-malas tem apenas 121 litros – cabendo somente 1 mala grande ou 4 ou 5 mochilas. Se você viaja com muita bagagem, não vai poder levar muita gente. Outra coisa que é pequena é o tanque, 35 litros.  Mas o carrinho é econômico – abusando do acelerador, com vontade mesmo, o carrinho fez média de 13 na estrada. Se maneirar no pé, o carrinho deve passar dos 16 por litro, fazendo a autonomia passar dos 500km.

 Mais informações no site da JAC Motors 

Compartilhe este artigo:
  • Twittar este post
  • del.icio.us
  • Compartilhar no Uêba
  • Compartilhe no Orkut
  • dihitt
  • gafanhoto
  • linkk
  • Live
  • StumbleUpon
  • Technorati
  • GBuzz